A caravana de Temer

10
0
COMPARTILHE

O vice-presidente da República e presidente nacional do PMDB, Michel Temer chamou de “Caravana da Unidade” a série de viagens que iniciou pelo país para garantir apoio e sua permanência no comando do partido – a convenção que renovará a direção está marcada para março – e definir a caminhada rumo a um protagonismo em 2018, na sucessão da presidente Dilma Rousseff.

Temer deixa claro que esse projeto passa pelas eleições de 2016, com o lançamento de candidatos próprios nas capitais e cidades com mais de 200 mil habitantes, para ampliar perspectivas em relação aos governos estaduais e a manutenção do PMDB como maior partido do Brasil.

Unidade, ou a falta dela, é o problema do PMDB lá e cá. As relações foram abaladas quando a PGR divulgou lista de investigados na Lava Jato com os nomes dos presidentes Renan Calheiros (Senado) e Eduardo Cunha (Câmara), deflagrando jogo de poder. A admissão do impeachment dividiu os peemedebistas entre os a favor e os contra, envolveu a liderança do partido na Câmara e ameaça chegar à convenção.

Por aqui a divisão também ocorre entre os que apoiam e os que estão fora do governo Ricardo Coutinho, que deseja aliança para retomar a Prefeitura de João Pessoa para o seu PSB, mas como o maior colégio eleitoral do Estado (tem 16,5% dos votos) também é estratégico para os planos do PMDB para 2018, deve se preparar para encarar um inimigo com discurso destemido: o seu ex-vice-prefeito Manoel Júnior.

A candidatura de Manoel Júnior tem o aval do Diretório Municipal, do presidente estadual, José Maranhão e será oficializado hoje por Michel Temer, que chegará em João Pessoa às 9h e será recepcionado por peemedebistas de todo o Estado.

Se a visita ajuda Temer,faz bem danado a Manoel Júnior. E ele já ensaia um discurso forte contra Ricardo Coutinho, a quem acusa de querer, com o seu candidato João Azevedo, transformar a PMJP em um “puxadinho do Palácio da Redenção”. Diz que a capital terá um prefeito e não um “pau mandado”.Quer garantir sua vaga no 2° turno contra o prefeito Luciano Cartaxo.

Lá e cá, o PMDB pretende trocar de papel e voltar a ser protagonista.

Torpedo

“Fomos atingidos todos com uma canetada só e agora precisamos nos unir. Vamos percorrer o Estado em caravanas para mobilizar todos os servidores”.

Do presidente do Fórum dos Servidores, Victor Hugo, que vai questionar na Justiça a MP 242, que suspendeu reajuste dos servidores.

Fim de férias

O recesso parlamentar está chegando ao fim. A Assembleia retoma sessões na terça-feira e o governador Ricardo Coutinho é esperado para revelar como enfrentará a crise e as metas do seu governo para 2016.

Após o carnaval

A bancada da oposição adiou para 16 de fevereiro a escolha do novo líder. O atual, Renato Gadelha (PSC) garante que há harmonia e que todos estão motivados a cumprir seu dever de fiscais do governo.

Luto em…

A morte do ex-vereador Manoel Barbosa, pai do deputado Ricardo Barbosa (PSB), foi muito lamentada por partidos e políticos de todas as correntes. O prefeito de Campina, Romero Rodrigues decretou luto.

… Campina

“Um homem extremamente humilde e elegante, que com sua honradez deixa uma legião de admiradores”, disse Cássio Cunha Lima. Já Daniella Ribeiro destacou sua “amizade” e Bruno Cunha Lima, a “alegria e bondade”.

Zigue-Zague

No Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social, a presidente Dilma anunciou que está disponível ao diálogo. E solicitou apoio para a volta da CPMF.

O juiz Sérgio Moro negou pedido da defesa do ex-ministro José Dirceu, que queria confirmar se Renato Duque está negociando delação. O petista vai depor hoje.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas