Adversário do Campinense pode ser punido por escalação irregular na Série D

22
0
COMPARTILHE

O Itabaiana-SE pode ter cometido um erro que deve comprometer sua participação na Série D do Campeonato Brasileiro. Lanterna do Grupo A-8 após derrotas para Fluminense de Feira, em casa, e Campinense, no Amigão, o Tricolor do interior sergipano teria escalado o atacante Thomaz Anderson de forma irregular na primeira rodada da competição, realizada no dia 21 de maio. A informação foi apurada pelas diretorias dos adversários do Itabaiana. Acesse o Voz da Torcida.

Leia mais notícias de Esporte no Portal Correio

Pelo o que consta no sistema interno do Boletim Informativo Diário da Confederação Brasileira de Futebol, o famoso BID, o contrato de Thomas Anderson com o Tremendão se encerrou no dia 10 maio, duas semanas antes do início da Série D, e seu novo vínculo só foi registrado na última quinta-feira (25).

Caso seja confirmada essa situação, o atacante teria atuado de maneira irregular na partida contra o Fluminense de Feira, em Itabaiana, na estreia da Série D, dia 21. Ele entrou no lugar de Diego Neves na volta do intervalo da partida vendida pelos baianos por 4 a 1.

Na súmula desse jogo, inclusive, consta o mesmo número de registro de Anderson (187464) que o sistema interno do BID havia notificado o encerramento do contrato no dia 10 de maio.

O detalhe curioso desse caso é que justamente a edição pública do dia 25 de maio da página da Federação Sergipana do BID não está disponível no site da CBF.

Sendo assim, apenas os clubes, com suas respectivas senhas, podem acessar o sistema interno de registros da Confederação Brasileira de Futebol.

Punição

De acordo com o artigo 214 do CBJD (Código Brasileiro de Justiça Desportiva), a pena prevista para o clube que escala atleta de forma irregular é a “perda do número máximo de pontos atribuídos a uma vitória no regulamento da competição, independentemente do resultado da partida, prova ou equivalente, e multa de R$ 100,00 (cem reais) R$100.000,00 (cem mil reais)”.

Isso significa que, se o caso for denunciado e o STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) comprovar a irregularidade, o Itabaiana deve perder três pontos, além de receber uma multa.

Como perdeu as duas partidas na chave, se for punido, o Itabaiana ficaria com pontuação negativa e complicaria suas pretensões de classificação.

Pelo que foi apurado, os Departamentos Jurídicos dos três adversários do clube sergipano, no caso Atlético-PE, Campinense e Fluminense de Feria, já estão se articulando para acionar conjuntamente a Justiça Desportiva.

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas