Aeroporto Castro Pinto espera fechar o ano com 1,3 mi de passageiros, na Grande JP

17
COMPARTILHE

O mês de junho registrou 118.663 mil embarques e desembarques de passageiros do Aeroporto Internacional Castro Pinto, na Grande João Pessoa, durante o mês de junho deste ano. A movimentação alcançou um crescimento de 36,70% em comparação aos números registrados em 2014, que foram de 86.807 embarques e desembarques. Até o fim do ano, a previsão é de que os números alcancem 1,3 milhão de passageiros.

Leia mais Notícias no Portal Correio

O levantamento é da Empresa Brasileira de Infraestrutura (Infraero), a partir dos dados repassados pelas quatro companhias aérea que operam no Castro Pinto. Durante todo o primeiro semestre deste ano foram registrados 748.029 passageiros no aeroporto.

Para a presidente da Empresa Paraibana de Turismo (PBTur), Ruth Avelino, esse crescimento nos embarques e desembarques no Castro Pinto é reflexo de investimentos e parcerias entre o governo e ás operadoras de turismo dos principais mercados emissores de turista para a Paraíba.

“É importante destacar nossa presença nas principais feiras e eventos de turismo, sempre divulgando nossas belezas naturais, nossa cultura, o artesanato e a variedade da nossa gastronomia. Fizemos campanhas pontuais para atrair turistas para nossos festejos juninos, em especial o Maior São João do Mundo, de Campina Grande, que sempre beneficia nossa rede hoteleira da Grande João Pessoa”, destacou Ruth Avelino.

Ainda segundo Ruth Avelino, a tendência é de que o Castro Pinto termine o ano com o recebimento de 1,3 milhão de passageiros.

“Numa estimativa preliminar, mantendo esse crescimento, o aeroporto deverá atender um público de 1,3 milhão de passageiros, o que representaria um crescimento próximo de 35% a 40% em relação ao ano passado”, disse a presidente da PBTur.

Em respeito à Legislação Eleitoral, o Portal Correio não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2018 se encerrem.

Notícias mais lidas