Águas benditas

25
COMPARTILHE

As cenas que estão nas redes sociais permitem dimensionar a importância da transposição para os paraibanos: pessoas sentadas no leito seco do Rio Paraíba para serem as primeiras tocadas pelas águas do São Francisco; outras cantando e dançando seguindo a correnteza em direção a Monteiro; grupos agradecendo a Deus, e muitos sorrisos.

Alberto Gomes Batista, dirigente do Dnocs na Paraíba, registrou todo o caminho das águas ao som de “Deixe o rio desaguar” de Flávio José, cuja letra diz: “O São Francisco com sua transposição/ No meu Nordeste o progresso vai chegar/ Se é que o Brasil agora está na mão certa/ Na contramão o meu Sertão não vai ficar”.

O governador Ricardo Coutinho registrou que trata-se da “obra hídrica mais importante do Brasil e a obra mais importante do Nordeste brasileiro”. O prefeito Romero Rodrigues, que sonha com uma Campina sem racionamento de água, orou: “A Deus toda honra e toda glória”.

Os ex-governadores e senadores José Maranhão e Cássio Cunha Lima registraram o fato do Rio São Francisco, que atravessava cinco Estados – Minas Gerais, Bahia, Pernambuco, Sergipe e Alagoas – agora banhar a Paraíba. Depois chegará ao Rio Grande do Norte e Ceará. Ao invés de cinco, estará em oito Estados.

O peemedebista fez discurso no Senado, destacou Lula e afirmou que 44 cidades conquistarão segurança hídrica nessa etapa. O tucano confessou que foi a maior alegria que já sentiu em sua vida pública.

O dia da chegada das águas também foi destaque na Assembleia Legislativa. Renato Gadelha (PSC) disse que a data ficará na história. O deputado João Gonçalves afirmou que a partir de agora vai cobrar o Eixo Norte, que beneficiará o Alto Sertão e cujas obras ainda estão paralisadas desde que a empreiteira abandonou o projeto, obrigando nova licitação do trecho inconcluso.

Esses são os sentimentos que predominam, mas na solenidade de hoje o presidente Temer terá que lidar com os muitos interesses políticos-partidários, atiçados pela provável repercussão eleitoral da obra em 2018.

Estarão com Temer, no mesmo palanque, Ricardo Coutinho e seus adversários Cássio Cunha Lima e José Maranhão, todos eles com seus prefeitos e deputados aliados. Mas a obra é tão grande que a torcida é que falte espaço para mesquinharias.

TORPEDO

Nós vamos virar uma página para começar a ser escrita uma nova história com relação a segurança hídrica da Paraiba. Acho que esse é um grande momento.

De João Azevedo (Recursos Hídricos), sobre inauguração do Eixo Leste da transposição.

Em Campina

A visita de Temer começa por Campina. Às 11h15 conhecerá o complexo Aluizio Campos, onde autoriza obra na BR-230 – a 3ª via entre Cabedelo e Oitizeiro e a duplicação para o Sertão. Depois vai liberar as águas em Monteiro.

Novo tempo

Líder do governo Temer na Câmara dos Deputados, Aguinaldo Ribeiro (PP) acha que, concluído Eixo Leste, é tempo de celebração, mas também de lutar para “recuperar os prejuízos acumulados nos períodos de estiagem”.

Visita

O PT confirma que o ex-presidente Lula pretende visitar Sertânia e Monteiro, ainda este mês, para se encontrar com beneficiados com a transposição do rio São Francisco, obra que iniciou em julho de 2007.

Juntos

Em entrevista no “Debate” da TV Correio, o prefeito Luciano Cartaxo reafirmou sua expectativa de manter a aliança que garantiu sua reeleição em 2016, com 12 partidos, inclusive PMDB e PSDB, para a eleição de 2018.

ZIGUE-ZAGUE

+ Relator da reforma da Previdência, o deputado Arthur Maia, afirma que do jeito que quer o governo, a proposta não passa na Câmara. Propõe alterações nas regras de transição.

+ Betinho Gomes (PSDB) conseguiu assinaturas para reduzir de 49 para 40 anos o tempo de contribuição para aposentadoria integral e pensão igual ao salário mínimo.

Em respeito à Legislação Eleitoral, o Portal Correio não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2018 se encerrem.

Notícias mais lidas