AL instala CPIs para investigar práticas que desrespeitam consumidor paraibano

22
0
COMPARTILHE

A Assembleia Legislativa da Paraíba instalou duas Comissões Parlamentares de Inquéritos (CPIs) com o objetivo de apurar práticas que têm causado danos ao consumidor paraibano. Atendendo a solicitação encaminhada pelos parlamentares, a Casa de Epitácio Pessoa busca investigar instituições bancárias, assim como, empresas de transportes de passageiros e empresas organizadoras de eventos culturais e esportivos.

Leia mais notícias de Política no Portal Correio

De acordo com a propositura 6.848/2017, de autoria do deputado Inácio Falcão e subscrita por vinte parlamentares, esta CPI estará focada em identificar o descumprimento de normas que defendem o consumidor por parte das instituições bancárias. A cobrança de taxas indevidas, o fechamento de agências, o tempo de espera dos clientes em filas e o número de caixas disponibilizados para o atendimento dos usuários são as situações denunciadas à Assembleia que motivaram a abertura do inquérito.

Também em defesa do consumidor paraibano, a ALPB, através do Requerimento nº6.849/2017, instalou outra Comissão para investigar empresas de transporte de passageiros e empresas responsáveis por organizar eventos culturais e esportivos em todo o estado. De acordo com a matéria apresentada pelo deputado Anísio Maia, algumas organizações têm descumprindo leis que asseguram ao consumidor direitos como a “meia-passagem” e “meia-entrada”, respectivamente. Segundo o deputado, denúncias como estas são levadas constantemente ao conhecimento da Casa e divulgadas na imprensa paraibana.

Ambas as comissões têm o prazo de 120 dias e serão compostas por sete deputados, de acordo com o Regimento Interno da ALPB. Ainda seguindo o Regimento, as CPI’s responsáveis por investigar as empresas de telemarketing e a instalação de radares de velocidade em vias da Capital pela Prefeitura Municipal de João Pessoa foram arquivadas devido ao encerramento do ano legislativo.

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078.

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas