Alianças, cargos e acomodações

7
0
COMPARTILHE

O prefeito da Capital, Luciano Cartaxo, voltou a repetir ontem que as alianças tinham como objetivo ganhar a eleição, claro, mas que não foi o objetivo principal dessa união. Mas, por outro lado, disse estar conversando com esses aliados antes de anunciar qualquer mudança na equipe. As declarações foram dadas durante entrevista ao programa Correio Debate (Correio Sat), com Fabiano Gomes, Victor Paiva e Wellington Farias. Também repetiu que a atual equipe está muito bem avaliada, motivada e mais madura, e que a meta para o próximo ano, a partir de janeiro quando será empossado no segundo mandato, é “fazer um governo ainda melhor do que o primeiro”.

Segundo Cartaxo, disse que os novos aliados, a exemplo do PMDB e PSDB, vieram com base nessa boa avaliação que, segundo ele, teve o “aval da população”. Uma coisa é certa, os aliados não ficarão de fora, seja por bem querer, por necessidade ou por livre e espontânea pressão. Cartaxo garante que os aliados que estiveram com ele – e não são poucos – na campanha de outubro deste ano, permanecerão. Cartaxo deverá ter um pouquinho de trabalho nessa acomodação, já que também não podemos esquecer dos vereadores que abraçaram a causa e não foram eleitos. Sobre o vice-prefeito Manoel Júnior, Cartaxo foi enfático ao dizer que o peemedebista tomará posse. Ou seja, “botou a mão no fogo”, como diria “lá em ‘nóis’”. Espero mesmo que não se queime porque como bem disse Luciano Cartaxo, os nomes foram apresentados e têm compromisso com o eleitor de João Pessoa. “Manoel Júnior vai vir para somar”. Que assim seja!

Pense…

Os ‘heróis’ da resistência, ou anti-heróis, depende do ponto de vista, na Câmara da Capital: Sandra Marrocos, Sérgio da SAC, Bosquinho, Benílton Lucena, Marco Antônio e Bruno Farias. Por volta das 10h30 de ontem, eram os únicos em plenário. Votação do Orçamento 2017 só em 29 deste mês, ao apagar das luzes.

Matemática…

Há um clima de frustração no Liceu Paraibano. É que a escola tão concorrida ficou de fora do Prêmio Escola de Valor, em face de nova avaliação do IDEB realizada no ano letivo 2016, na prova de matemática.

…da frustração

Os 80 professores, sem desmerecer a competência, não receberam o 14º salário, entregue ontem pelo Governo do Estado.

De olho 1

O senador Raimundo Lira já traçou os planos para 2017. Passará o mês de janeiro veraneando com a família em João Pessoa. Depois, fará uma série de visitas às bases. Quer permanecer no Senado, em 2018.

De olho 2

Perguntado ontem sobre assumir a liderança do DEM na Câmara Federal, Efraim Filho disse ser cedo ainda, mas que o nome dele já está posto.

Mini-mini-férias

O governador Ricardo Coutinho alegou problema pessoal e deu ré pra trás na licença pré-anunciada. Alegou questões pessoais, mas certamente existem fatores políticos por trás. Com as férias mais curtas, deve separar um pouco do tempo para pensar na reforma administrativa, que deve acontecer até 10 de janeiro.

Desabafo

O desembargador Márcio Murilo fez um desabafo em uma rede social, ontem: “Algumas pessoas falando da minha candidatura à presidência do TJ e até antecipadamente me dando os parabéns…”.

Eleições…

“…Informo que diferente da situação anterior, quando eu me julgava preparado para presidir o TJ, desta vez estou mais centrado em cuidar de meu pai de 92 anos…”.

…pai

“…Apenas defendi, respeitosamente, uma tese jurídica no STF, sem demérito dos que pensam diferente. Peço desculpas aos que tiveram a eleicão suspensa, pois sei como é frustante tal situação…”.

…e palavra

“…Nos últimos dias tive a grata s

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas