Ambulâncias irregulares poderão ser autuadas e apreendidas na Paraíba

5
0
COMPARTILHE

A Agência Estadual de Vigilância Sanitária da Paraíba (Agevisa-PB) vai intensificar as fiscalizações para coibir a utilização de ambulâncias irregulares, que tenham a documentação do veículo ou do motorista em atraso, no estado. Com isso, os veículos que estiverem em situação de ilegalidade serão autuados e podem ser apreendidos.


Leia mais Notícias no Portal Correio

Segundo a diretora-geral da Agevisa, Glaciane Mendes, as fiscalizações vão atingir ambulâncias pertencentes a unidades de saúde civis ou militares, públicas, privadas ou filantrópicas que trafegarem pelas rodovias paraibanas.

“É importante informar que todos os condutores de ambulâncias precisam ter cursos específicos para veículos de emergências. Por isso a constante preocupação em buscar oferecer segurança e qualidade aos serviços de saúde na assistência à população paraibana, com a devida atenção, não só para a estrutura física e profissional da rede de saúde, mas também para os meios de transporte das pessoas que necessitem de atendimento emergencial durante o transporte para as unidades hospitalares”, afirmou a diretora-técnica de Estabelecimentos e Práticas de Saúde da Agevisa-PB, Maria Eunice.

Segundo a Legislação Sanitária, as ambulâncias devem obrigatoriamente possuir Licença Sanitária, concedida pela autoridade sanitária competente após a devida inspeção, devendo o documento ser afixado em lugar visível do veículo.

A regularização de ambulâncias que estejam em situação irregular vai ser realizada no setor de cadastro da Agevisa-PB, que fica na Avenida João Machado, nº 109, 1º Andar, em João Pessoa, e também nas Gerências Técnicas Regionais da autarquia em Campina Grande, Guarabira, Patos e Sousa.

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078.

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas