Após cassação de Renato Mendes, vice assume Prefeitura de Alhandra

156
0
COMPARTILHE

O vice-prefeito de Alhandra, Edileudo da Silva, foi empossado na tarde desta quarta-feira (18), pelo presidente da Câmara Municipal, Valfredo José, como prefeito do município, atendendo a determinação do juiz Antônio de Lima. A medida foi tomada pelo magistrado em cumprimento a decisão, transitada em julgado, que cassou o prefeito Renato Mendes por suposto crime de improbidade administrativa, que também o impôs a suspensão de direitos políticos.


Leia também: Justiça mantém Renato Mendes fora da Prefeitura de Alhandra

O novo prefeito disse, durante o discurso de posse na Câmara de Vereadores, que o momento não é fácil e pediu a Deus sabedoria para administrar o município. Ele também aproveitou para pedir o apoio do Poder Legislativo e dos funcionários da Prefeitura para continuar dando andamento as obras e serviços essenciais à população.


Leia mais notícias de política no Portal Correio


“Não sei por quanto tempo estarei prefeito, mas enquanto estiver quero pedir o apoio dos vereadores para darmos continuidade ao trabalho desenvolvido na gestão do prefeito Renato Mendes. Peço também a ajuda dos servidores municipais, o nosso principal patrimônio. Deixo aqui a minha lealdade ao povo de Alhandra e ao meu grupo político. Peço que a população se tranquilize. Nós vamos manter a administração funcionando normalmente”, afirmou o prefeito.

Nessa terça-feira (18), o desembargador Leandro dos Santos atendeu em parte recurso dos advogados de Renato Mendes para, apenas, republicar o acórdão da decisão que condenou o gestor. As determinações para posse do vice-prefeito foram mantidas.

“Diante de todas as premissas, fáticas e jurídicas, não vislumbro erro a ensejar a premente necessidade de suspender os efeitos da decisão agravada, considerando o fato de que a ausência de intimação do advogado é facilmente sanado com a determinação da republicação do julgado, o que será feito”. Com a decisão, fica mantida a decisão do juiz Antônio de Lima, em afastar Renato Mendes do mandato.

O afastamento de Renato Mendes teve por base uma ação movida no ano de 2013 pelo Município de Alhandra, contra a gestão do então prefeito. A ação, movida durante a gestão de Marcelo Rodrigues, acusava o antigo gestor de ter supostamente desviado R$ 12 milhões do Instituto de Previdência do Município.

Em 2015, o Renato foi condenado a devolver aos cofres públicos os juros correspondentes aos R$ 12 milhões, no valor de R$ 1,2 milhão. Em 2017, Renato Mendes chegou a ser condenado no Tribunal de Justiça a pagar o valor dos juros e também a inelegibilidade por um período de oito anos. O processo foi transitado em julgado no dia 28 de agosto do mesmo ano.

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas
páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram e veja nossos vídeos no
Youtube. Você também
pode enviar informações à Redação
do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas