Após três anos, Junior Cigano volta à disputa do cinturão do UFC, mas acaba derrotado

7
0
COMPARTILHE

Na madrugada de sábado (13) para domingo (14), a cidade de Dallas no Texas-EUA, recebeu o UFC 211, que marcava a disputa do cinturão dos pesos pesados masculino, na revanche entre Stipe Miocic e Junior Cigano. Em todo o card, três brasileiros subiram no octógono, mas apenas uma conseguiu sair vencedor.

Leia mais notícias de Esportes no Portal Correio

Junior Cigano e Stipe Miocic se reencontravam no octógono após três temporadas. Longe da disputa do cinturão desde 2013, o brasileiro vivia a expectativa de reconquistar o topo do ranking e o título dos Pesos Pesados, algo que não acontecia desde 2012, quando perdeu pela primeira vez o posto de melhor da categoria para Cain Velazquez.

Porém, o americano precisou de apenas 2 minutos de 22 segundos para derrotar o brasileiro e encerrar a luta com um nocaute técnico. Essa foi segunda defesa de cinturão de Stipe Miocic, que conquistou o título em 14 de maio de 2016 no UFC Curitiba contra Fabrício Werdum. Inconstante no UFC, Cigano teve quatro vitórias e quatro derrotas nas últimas oito lutas.

Mais brasileiros

Antes das lutas pelos cinturões da noite, o brasileiro Demian Maia foi o primeiro a subir no octógno. Seu desafiante foi o americano Jorge Masvidal. Muito forte no solo e intenso no primeiro e no último round, o paulista de 39 anos venceu por decisão dividia dos juízes por 29-28, 28-29 e 29-28. Apesar da idade, Demian Maia vive grande fase no UFC. Invicto desde 31 de maio de 2014, o brasileiro conquistou sua sétima vitória consecutiva, a 25ª na carreira.

Na disputa pelo primeiro cinturão da noite, a polonesa Joanna Jedrzejczyk foi para sua quinta defesa de cinturão na carreira e enfrentou a brasileira Jéssica Andrade. Com cinco rounds disputados, Joanna Jedrzejczyk levou a melhor e manteve-se como campeã da categoria Peso Palha. Após 25 minutos de luta, os juízes foram unanimes e deram a vitória por 50-45, 50-44 e 50-45. No MMA desde 12, Jedrzejczyk fez 14 lutas profissionais e venceu todas, sendo sete delas no UFC. No caso da brasileira, foram 22 lutas e está foi a sexta derrota.

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas