Após tumulto, CMJP diz que vai intermediar diálogo entre agentes de saúde e PMJP

11
0
COMPARTILHE

Os agentes comunitários de Saúde e Endemias estiveram na Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP) na manhã desta terça-feira (16). Eles pediram o apoio dos vereadores para abrir um canal de diálogo com o Executivo Municipal, a fim que este atendesse reivindicações como melhorias de condições de trabalho e salariais. Após uma reunião com representantes da categoria, a Câmara formou uma comissão, composta por parlamentares de situação e oposição, para intermediar as negociações com a Prefeitura.

Leia também: Agentes de saúde protestam e podem parar, em JP

“Na próxima terça-feira (23) a comissão vai se reunir com as três representações da categoria para montar uma pauta única e levar as reivindicações ao prefeito”, informou o vereador Marcos Henriques (PT), que participou da reunião. “Esperamos com isso conseguir, efetivamente, melhorar as condições de trabalho e as remunerações dos agentes de saúde, endemias e ambientais”, declarou.

Leia mais Notícias no Portal Correio

Audiência da LDO

Mais cedo, os agentes de saúde ocuparam as galerias da Câmara de João Pessoa durante a Sessão Ordinária desta terça-feira (16) e fizeram protesto. A ação continuou mesmo depois do final da sessão, inviabilizando a primeira audiência pública para debater a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO). A discussão sobre a LDO foi remarcada para esta quarta-feira (17), a partir das 10h, no Plenário da Câmara, e deverá entrar pela tarde, quando serão debatidas as pastas agendadas para amanhã.

Oposição

Durante a Sessão Ordinária que antecedeu a audiência pública da LDO, o líder da oposição, vereador Bruno Farias (PPS), usou a tribuna para se solidarizar com os agentes comunitários de saúde e criticar a gestão de Saúde do Município.

“Pela quarta ou quinta vez este ano, a categoria dos agentes de saúde não foi recebida pela Gestão Municipal. O apogeu deste desrespeito aconteceu ontem (15), quando o prefeito Luciano Cartaxo (PSD) agendou reunião com os agentes e não compareceu”, lamentou o parlamentar.

O líder da situação, vereador Helton Renê (PCdoB), afirmou que a situação deve ser encarada de forma séria e reconheceu a luta da categoria. “Entendo que a luta é nobre, e é verdade que algumas reuniões foram desmarcadas por diversas razões. Mas, me comprometo a fazer a ponte entre a categoria e a Gestão”, assegurou.

O vereador Milanez Neto (PTB) lembrou que a Gestão Municipal regularizou a situação trabalhista dos Agentes Comunitários de Saúde e Agentes de Saúde Ambiental, que fazem parte da Gestão Municipal desde 2003. “Houve e haverá avanços na área de saúde de nossa cidade”, projetou.

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas