Argentina massacra Paraguai com 6 a 1 e est? na final da Copa Am?rica

12
COMPARTILHE

A Argentina goleou o Paraguai por 6 a 1 na noite dessa terça-feira (30) e garantiu sua vaga na final da Copa América 2015. O time de Lionel Messi e Di María disputa o título com a ótima geração chilena, no próximo sábado (6), no Estádio Nacional do Chile. Apesar do desafio não ser nada fácil, os hermanos prometem se destacar pela tradição no futebol e encerrar o jejum de 22 anos.

Leia mais notícias de Esportes no Portal Correio

A última vez que os argentinos levantaram a taça da competição foi em 1993 e, antes de chegar à decisão da atual edição da Copa América, eles tiveram quatro chances de conquistas, mas perderam todas as finais, três delas para a seleção brasileira.

A última tentativa aconteceu no ano passado, na decisão da Copa do Mundo contra a Alemanha. Depois de 90 minutos sem gols, o time acabou derrotado a menos de cinco minutos do fim da prorrogação, quando Gotze marcou para os alemães. No segundo tempo do jogo, Higuaín perdeu gol cara a cara que poderia mudar a história do jogo. Apesar do vice, Messi foi escolhido como o melhor jogador do torneio.

Sete anos antes da final do Maracanã, a seleção da Argentina sucumbiu ao Brasil por 3 a 0 em Maracaibo, na Venezuela, também pela final da Copa América. O título foi o primeiro de Dunga à frente do time verde-amarelo.

Um ano antes do Mundial de 2006, em Frankfurt, na Alemanha, Adriano Imperador, Ronaldinho Gaúcho e Kaká marcaram na goleada sobre os hermanos por 4 a 1 na final da Copa das Confederações, sem nem dar chances para os adversários quebrarem o tabu de taças, que na época era só de 11 anos.

Os rivais sul-americanos se enfrentaram também em 2004, na final da Copa América. A partida, naquele ano, foi mais disputada. Até o último minuto de jogo, a Argentina ia faturando o título com vitória por 2 a 1. Foi aí que Adriano recebeu na área, girou e empatou o jogo. Nos pênaltis, deu Brasil.

Depois de tantos fracassos nos últimos 20 anos, os argentinos sempre apostaram em Messi para reverter a situação. Agora, o camisa 10 tem a chance de conquistar pela primeira vez um campeonato importante com a seleção, mas terá que passar pelo Chile e todo o ambiente favorável aos donos da casa para, enfim, comemorar.

Em respeito à Legislação Eleitoral, o Portal Correio não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2018 se encerrem.

Notícias mais lidas