bandidos-fazem-refens-e-metralham-sede-da-pm-durante-ataque-banco
Banco em Pilar foi destruído por explosivos (Imagem compartilhada no WhatsApp)

Ataques a bancos e Correios chegam a 97 em 2017, na PB

Dos 97 ataques às agências, 79 foram em bancos públicos e privados, de acordo informações do Sindicato dos Bancários da Paraíba

185
0
COMPARTILHE

No dia 31 de dezembro uma agência do Banco do Brasil foi invadida por bandidos e Mangabeira, na Zona Sul de João Pessoa. Foi o último registro de crime patrimonial contra instituições bancárias ou agência dos Correios em 2017. Tais crimes foram uma constante no ano passado e se tornaram rotina há algum tempo na Paraíba. De acordo com dados da Secretaria de Segurança e Defesa Social (Sesds), no ano passado foram 97 ocorrências de ataques a bancos e aos Correios.

Desse total, cinco casos foram de roubos às agências, 11 registros são de furto com arrombamento e 81 ocorrências foram de furto com explosão. Apenas no quesito roubo houve aumento de registros. A ocorrência aumentou em 67% de um ano para o outro. Houve diminuição de 9% em casos de furto com explosão e de 61% no número de furto com arrombamento.

Dos 97 ataques às agências, 79 foram em bancos públicos e privados, de acordo informações do Sindicato dos Bancários da Paraíba. Apesar dos números ainda serem altos, o levantamento da Sesds mostra uma queda no número de ocorrências de 2016 para 2017.
A quantidade de crimes patrimoniais contra instituições bancárias ou agência dos Correios em 2016 atingiu 120 casos. Como no ano passado foram registradas 97 ocorrências, a queda deste tipo de violência foi de 19%.

“Nós conseguimos combater e reduzir (a segurança). A Paraíba hoje tem uma política publica de segurança. A Paraíba está em ascensão e o Brasil nem tanto. Eu vou entregar um Estado equilibrado”, comentou o governador Ricardo Coutinho (PSB).

Notícias mais lidas