Aten??o ?s minorias

16
COMPARTILHE

No último dia de votações antes do recesso parlamentar do meio do ano, a Assembleia Legislativa da Paraíba aprovou dois projetos de lei de autoria do deputado Nabor Wanderley (PMDB) que contemplam minorias que há muito tempo lutam por seus direitos.

O primeiro projeto determina que estabelecimentos comerciais e repartições públicas disponibilizem cadeiras de roda para clientes com necessidades especiais. O segundo projeto obriga que as empresas de cartões de crédito emitam faturas em Braille para clientes com necessidades visuais.

De acordo com o projeto de lei, os bancos, supermercados, hipermercados, shoppings centers, cinemas, terminais de transportes rodoviário, aeroviário e ferroviário, restaurantes e locais de grande circulação ou concentração de pessoas devem disponibilizar cadeiras de rodas.

Segundo Nabor Wanderley, a aprovação dos projetos “trás um olhar disciplinar sobre as pessoas que têm alguma mobilidade reduzida, tendo em vista a acessibilidade e o respeito que elas merecem e tem direito”.

“Não estamos privilegiando um grupo de pessoas, mas dando qualidade de locomoção para pessoas que integram dois grupos e precisam executar atividades simples, como ir a um supermercado, a uma loja, a um restaurante e a outros estabelecimentos. É uma ação que propicia motivação a essas pessoas, cuida e zela pelo bem-estar delas”, declarou o deputado peemedebista.

Nabor ainda destacou que as pessoas com necessidades visuais dependem de outras para fazer uso do sistema bancário e de cartões de crédito, por exemplo, o que impõe aos bancos a alternativa de disponibilizar as faturas com leitura em Braille.

Os dois projetos do deputado Nabor Wanderley atendem reivindicações das entidades que representam deficientes físicos e visuais no Estado da Paraíba. O deputado disse que se sente gratificado em poder ajudar, por meio de iniciativas parlamentares, as pessoas portadoras de deficiências físicas e visuais.

“Meu mandato na Assembleia Legislativa da Paraíba está a serviço da maioria da população e também das minorias. Não podemos ignorar qua as minorias juntas formam um conjunto representativo da sociedade. E esse conjunto também precisa de uma atenção do Parlamento e do Poder Executivo”, declarou o deputado peemedebista. (Adelson Barbosa dos Santos).

Em respeito à Legislação Eleitoral, o Portal Correio não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2018 se encerrem.

Notícias mais lidas