Bancários mantêm greve após Fenaban propor reajuste a cada dois anos

9
0
COMPARTILHE

Os bancários decidiram, na noite desta terça-feira (26), manter a greve por tempo indeterminado. Nesta quarta-feira (27), às 15h, vai ser realizada uma nova rodada de negociações onde os bancos vão apresentar uma proposta para que o reajuste salarial seja concedido a cada dois anos.


Leia mais Notícias no Portal Correio

De acordo com o presidente do Sindicato dos Bancários da Paraíba, Marcelo Alves, a proposta de reajuste a cada dois anos foi apresentada pela Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) e vai ser analisada pelo movimento grevista.

“Nesta terça o que a Fenaban apresentou essa intenção de reajustar os salários da categoria a cada dois anos, mas não foi ainda uma proposta concreta para quer pudéssemos decidir. Essa proposta vai ser apresentada nesta quarta e é a opção dada pela Fenaban para discutir um melhor reajuste”, contou Marcelo Alves.

Ainda segundo Marcelo Alves, os bancários só devem aceitar um possível reajuste a cada dois anos caso os bancos proponham aumentar os salários da categoria de acordo com os índices de inflação, sem perdas para o trabalhador.

“Nós poderíamos ter negado ouvir essa proposta de reajuste a cada dois anos, mas achamos por bem aguardar e ver o que eles vão apresentar. Eles alegam que a soma da inflação deste ano com 2017 girará em torno de 13%. Vamos discutir o assunto e decidir o melhor caminho para a categoria, desde que não tenhamos perdas salariais”, concluiu Marcelo Alves.

Bancários querem 14,57% de reajuste

Os bancários reivindicam reposição da inflação de 9,57% e mais 5% de aumento real, valorização do piso salarial, no valor do salário mínimo calculado pelo Dieese (R$3.940,24), participação nos lucros, combate à meta abusiva, ao assédio moral e sexual, fim da terceirização, segurança e melhores condições de trabalho.

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078.

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas