Caminhoneiro é detido por levar remédio controlado para inibir sono, na Paraíba

0
COMPARTILHE

Um caminhoneiro de 27 anos foi preso pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) na noite dessa quinta-feira (9), ao ser flagrado com medicamentos de uso controlado usado para inibir o sono. O flagrante aconteceu na BR-230, na cidade de Cajazeiras, no Sertão do estado, a 468 km de João Pessoa.

Leia mais Notícias do Portal Correio

De acordo com a PRF, o caminhoneiro transportava frutas em seu autocarga e havia saído de São Paulo com destino à Rio Grande do Norte. Durante a fiscalização, os agentes policiais perceberam nervosismo e contradição do veículo. Durante um busca no caminhão, os agentes encontraram um frasco contendo 12 comprimidos do medicamento proibido Nobésio Forte, que estava em um compartimento oculto.

O condutor informou ter adquirido os comprimentos em Belém, capital do Pará, e que tinha conhecimento do caráter ilícito dos mesmos, bem como dos danos causados à saúde pelo uso da droga. Ele confessou estar dirigindo há quase dez horas seguidas e fazia uso da substância com o intuito de permanecer acordado e dirigir por mais tempo em suas viagens.

Foi lavrado um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) pela PRF e o condutor foi liberado. O medicamento foi apreendido.

Medicamento

Nobésio contém em sua fórmula anfetamina, substância que reduz o sono e aumenta as chances de ocorrer acidentes. O consumo desse medicamento coloca em risco a vida de quem utiliza as rodovias, pois altera a percepção de risco dos motoristas e pode levar ao sono profundo, assim que o efeito da substância termina.

https://ssl.gstatic.com/ui/v1/icons/mail/images/cleardot.gifSegundo a PRF, o medicamento contém como princípio ativo a substância Clobenzorex, que é de uso controlado no Brasil, de acordo com a PORTARIA Nº 344/98-SVS/MS, de 12/051998, relacionada na Lista A3 – Lista das Substâncias Psicotrópicas e por não possui r registro válido na ANVISA, sua comercialização é proibida.

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas