Campanha na PB mostra casais LGBTs e incentiva demonstração pública de afeto

0
COMPARTILHE

Com o dia dos namorados chegando, no Facebook, foi criada a campanha #NossoAmorExiste, que propõe comemorar o Dia dos Namorados de uma maneira diferente: mostrando ao mundo que o amor existe, e resiste.

Leia também: MP e DPU pedem que casais gays não sejam reprimidos por demonstrações afetivas em público

Reunindo histórias de casais LGBTs, o projeto nasceu com o objetivo de proporcionar um espaço de visibilidade e identidade às relações homoafetivas, vendo a importância da representatividade da diversidade de orientações sexuais e os debates em torno da expressão do amor.

Os idealizadores do projeto, o fotógrafo Ricardo Puppe e o jornalista Theo Borges, explicam que as pessoas precisam ver essas histórias de amor serem contadas. “As personagens precisam ser vistas, o amor e os relacionamento LGBTs não podem mais serem delegados ao gueto, está mais do que na hora de haver a consciência de que nós [LGBTs] saímos do armário”, afirma Theo.

Sob o mote da pergunta que praticamente todo casal LGBT já ouviu, “mas precisa demonstrar afeto em público?”, a campanha discorre sobre o empoderamento das pessoas LGBTs em busca do reconhecimento, respeito, e acima de tudo, sobre a importância de ocupar os lugares e serem vistos.

Para a funcionária pública Ysabelly Morais, que participa da campanha, “demonstrar afeto em publico é de fato mostrar que ‘nosso amor existe’. Muitos tomam isso como ‘querem aparecer’. Entretanto, a verdade é que nós, só não queremos, é nos esconder. Fomos educados para excluir do meio social qualquer sinal de ‘gayzisse’, e isso se perpetuou devido a falta (pouca) representatividade”.

No dia 12 de junho, dia dos namorados e das namoradas, será lançado o documentário do projeto com algumas dessas histórias. Para participar basta enviar uma foto do casal com a história de amor para a página Nosso Amor Existe.

Leia
mais notícias
em portalcorreio.com.br, siga nossas
páginas no
Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no
Youtube. Você também
pode enviar
informações à Redação
do Portal Correio pelo
WhatsApp (83) 9 9130-5078.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas