Candidatos à PMJP comentam pesquisa 6Sigma/Correio; veja repercussão

10
0
COMPARTILHE

Os quatro candidatos à Prefeitura de João Pessoa comentaram, nesta quarta-feira (14), a pesquisa da 6Sigma com o Sistema Correio, que traz os números da corrida eleitoral na Capital. Luciano Cartaxo, que aparece na frente, disse que recebe com tranquilidade os resultados. Já Charliton Machado (PT), Cida Ramos (PSB) e Victor Hugo (Psol) afirmaram que os números não refletem o que eles veem nas ruas. A repercussão foi levada ao ar no programa Correio Debate, da Rede Correio Sat.

Leia mais notícias de Política no Portal Correio

Cida ramos disse que a “pesquisa” dela está nas ruas. “A minha pesquisa é a das ruas e as ruas dizem que eu vou ser prefeita desta cidade. Mesmo nessa pesquisa, a candidata que cresce se chama Cida Ramos. Tenho certeza que João Pessoa não quer a velha política e quer a nova política. Eu represento o que há de novo nestas eleições. Volto a insistir: a minha pesquisa é a relação que as pessoas passam a ter comigo nas ruas, por onde eu ando e eles reafirmam que eu serei a prefeita desta cidade”, disse.

Quem também discordou dos números foi Charliton. Para ele, há diferenças entre os resultados e o que ele observa nas ruas. “Respeitamos todas as pesquisas. Temos feito pesquisas com resultados bem melhores e continuamos fazendo um grande debate sobre a cidade. Temos uma receptividade muito boa da população, das ideias que estamos defendendo, do que estamos apresentando à população, no guia, nos debates e nas entrevistas. A avaliação é que nossa campanha está no rumo certo”.

Cartaxo falou que recebe os números com tranqüilidade e “pé no chão”. “Com a clareza de que os investimentos que estamos fazendo na cidade, a receptividade que temos da população e reconhecimento pelo trabalho realizado. Temos visto isso a olho nu quando a gente participa de caminhadas pelos diversos bairros de João pessoa. Só estimula a gente a continuar trabalhando e fazendo mais pela cidade de João Pessoa”.

Victor Hugo também falou que a pesquisa não reflete o que ele vê nas ruas. “A gente percebe que não é isso o que está condizendo com o que a gente vem enfrentando nas ruas, falando com as pessoas. De qualquer forma, a gente não gosta de ficar lutando contra as pesquisas, que eles colocam um momento e só aquela situação. Não é isso que a gente vê nas ruas não; ao contrário, a receptividade é muito grande. O apoio das pessoas é muito grande também. De qualquer forma, vamos esperar o dia 2 que é a pesquisa mais importante”.

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas