Candidatos à PMJP já gastaram R$ 2,4 milhões em campanha; veja números

22
0
COMPARTILHE

A reta final da campanha eleitoral majoritária, em João Pessoa, revela que os gastos dos candidatos já superam os R$ 2,4 milhões. Desse total, a candidata Cida Ramos (PSB) foi quem mais gastou até o momento com R$1.392.832,34. Os números foram divulgados na prestação de contas parcial do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), através do sistema DivulgaCandContas, nesta segunda-feira (26).

Leia mais notícias de Política do Portal Correio

Segundo o TSE, cada candidato João Pessoa pode gastar até R$2.465.246,00 no primeiro turno da campanha e R$ 739.573,80 se houver segundo turno. Os valores gastos correspondem aos serviços contratados para colocar os candidatos na rua com material publicitário, guia eleitoral (rádio e TV), serviços de rua (bandeiras, panfletagem, carros de som, combustível), pessoal e material de apoio.

Com a Reforma Eleitoral 2015 (Lei nº 13.165/2015), partidos, coligações e candidatos passaram a ser obrigados a informar à Justiça Eleitoral o recebimento de doações em dinheiro em até 72 horas contadas do seu recebimento. Já os relatórios discriminando as transferências do Fundo Partidário, os recursos em dinheiro e os estimáveis em dinheiro recebidos, bem como os gastos realizados, devem ser enviados em dois momentos: até 13 de setembro (prestação parcial) e 30 dias após o pleito (prestação final).

O prefeito Luciano Cartaxo (PSD), que concorre à reeleição, lidera o ranking dos candidatos que mais recebeu doações: R$ 715.007,00. Desse valor, R$ 540.007,00, correspondente a 66.13% da receita, foram doações de pessoas físicas. Os 21.43% (R$ 175.000) são de doações de partidos. Cartaxo já gastou R$ 957.872,38 (despesas contratadas ), mas já pagou R$ 31.769,91 do total das despesas.

Cida Ramos (PSB), é a candidata que aparece com maior gasto do pleito. Ela declarou ter R$ R$1.392.832,34 de despesas contratadas. Deste total, R$256.887,04 já foram pagos. A professora ter recursos recebidos no valor de R$ 425.064.40. De acordo com a prestação de contas 58,81% da receita, o equivalente a R$ R$250.000,00 são doações de partidos. Os outros R$ 175.064,40, que corresponde a 41,19%, foram de doações de pessoas físicas.

O petista Charliton Machado já gostou R$ 179.487.94 na campanha. Todas as despesas contratadas já foram pagas. O candidato recebeu de doações de partidos políticos R$ 213.642,00, o que representa 100%. De Recursos financeiros, sua campanha já recebeu R$ 198.500, 00, que corresponde a 92,91%.

O candidato com menor percentual de gastos, até o momento, é o auditor do fisco, Victor Hugo (PSOL). A campanha dele gastou R$ 14.811,60. Consta no TSE que todas as despesas contratadas foram pagas. O candidato não recebeu doações de partidos, mas teve a campanha custeada por doações de pessoas físicas, com valor de R$ 15.760,00 (99.37%).

Leia
mais notícias em portalcorreio.com.br,
siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no
Youtube. Você também
pode enviar informações à Redação
do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas