Capta??o de ?gua ? reduzida e irriga??o proibida para que CG n?o entre em colapso

5
0
COMPARTILHE

A captação de água no açude Epitácio Pessoa (Boqueirão) passa por redução e a irrigação com água do manancial está suspensa para que Campina Grande tenha água até o fim de 2016. A resolução está no Diário Oficial da União desta terça-feira (18) e é assinada pela Agência Nacional das Águas (ANA) e pela Agência Executiva de Gestão das Águas (Aesa). O açude de Boqueirão está com apenas 16,8% da capacidade.

Leia mais Notícias no Portal Correio

De acordo com a resolução, os sistemas de abastecimento Cariri e Campina Grande terão captação limitada à vazão média mensal de 881 litros por segundo (L/s) até 31 de outubro e 650 L/s a partir de 1º de novembro de 2015. A medida busca garantir água para Campina Grande até o fim de 2016. O documento também determina como nível mínimo operacional a cota de 356,79m, que corresponde ao volume reservado de 20,33hm³ (20,33 bilhões de litros).

A resolução ratifica ainda que a prioridade é para o abastecimento humano e alimentação de animais e avisa que a agricultura irrigada e demais usos que consomem água estão suspensos enquanto a situação continuar crítica na região.

A ANA informou que vai fazer a fiscalização no açude junto com a Aesa e que uma nova avaliação sobre as condições do açude de Boqueirão deve ser feita pelos órgãos até 30 de junho de 2016, quando as condições estabelecidas nesta terça (18) poderão sofrer alterações.

Campina Grande é a segunda maior cidade da Paraíba, a 130 km de João Pessoa, com mais de 402 mil habitantes. A cidade enfrenta racionamento desde dezembro de 2014 e fica sem água nas torneiras das 17h de sábado às 5h de terça, já depois de uma ampliação nessa interrupção.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas