Cartaxo sob ataque

5
0
COMPARTILHE

Raoni Mendes (DEM) vai ter que esperar o fim do recesso para estrear na tribuna, mas já tomou posse na Assembleia Legislativa, na vaga do licenciado deputado Ricardo Barbosa (PSB), ganhando uma nova tribuna para fazer campanha contra o prefeito Luciano Cartaxo, de quem já foi aliado e virou adversário ferrenho.

A chegada de Raoni à Assembleia faz parte de uma operação para fortalecer as chances do PSB de eleger Cida Ramos como prefeita de João Pessoa. A ascensão dele, titular de uma cadeira na Câmara Municipal e postulante a vaga de vice-prefeito por indicação do DEM, abriu espaço para a posse da suplente Sandra Marrocos (PSB), que tem discurso forte e vai atuar para desestabilizar a gestão Cartaxo.

Essas posses são apenas parte da estratégia do PSB para retomar a prefeitura de João Pessoa. Ontem, Ricardo Coutinho colocou outra em andamento: assumiu a responsabilidade de implantar a 1ª etapa do Parque Linear Parahyba, no bairro do Bessa, que tem o segundo maior eleitorado da Capital. São 25 mil votantes, pouco menos que o Cristo Redentor, que lidera com 26 mil registrados.

Com a obra,Ricardo Coutinho não apenas atende a uma grande população, como tenta desqualificar a gestão do adversário Luciano Cartaxo, de quem foi aliado em 2014 e recebeu apoio para a conquista do 2° mandato de governador. O rompimento deve-se aos planos do PSB de lançar candidato próprio na cidade que catapultou seu líder.

O discurso de Ricardo é “vou fazer porque não fizeram”. Tem crítica ao desempenho de Cartaxo e posiciona o PSB para a disputa, associando a imagem do partido a sua como gestor.

Também tenta reduzir o peso da agenda positiva do prefeito, que incluiu 70 obras no seu calendário de inauguração pré-campanha, entre elas a revitalização do Parque Solon de Lucena e a entrega de 3.078 unidades habitacionais (tem outras 5.005 em conclusão). Também soma como pontos fortes de sua gestão a abertura de 9.340 vagas em creches e o financiamento de novos negócios pelo Banco Cidadão, da ordem de R$ 24,1 milhões.

Tem jogo pesado nos bastidores da sucessão, mas também tem o bom desafio em João Pessoa: quem fez mais e melhor e quem pode continuar oferecendo mais resultados. Briga boa.

TORPEDO

A história quis e nos permitiu – eu e João Azevedo, na época prefeito e secretário – criarmos o parque. Como não foi feito, nós voltamos,hoje, enquanto Governo do Estado, para fazer a obra e ela será feita e bem feita, e será um dos mais importantes parques.

Do governador Ricardo Coutinho (PSB), ao assinar ordem de serviço da 1ª etapa do Parque Linear Parahyba, no Bessa.

Consequência

O PTB não participará da aliança para a reeleição de Romero Rodrigues, em Campina. Como o PSDB deve apoiar Luciano Cartaxo na Capital, onde Wilson Filho é candidato, seria ajudar quem fortalece o adversário.

Desabafo

Do deputado Tovar Correia Lima (PSDB): “Campina está refém do medo. São homicídios, roubos e assaltos. A ousadia dos bandidos é tão grande que até caixas eletrônicos do Aeroporto João Suassuna explodiram”.

Coração valente?

O senador Raimundo Lira não exercitará suas habilidades de anfitrião com a presidente Dilma Rousseff. Ela não comparecerá, amanhã, na Comissão do Impeachment. Será representada por José Eduardo Cardoso.

Boa notícia

O Viaduto do Geisel, obra que ficou famosa graças ao bate-boca entre o governador Ricardo Coutinho e o ministro Bruno Araújo (Cidades), será concluída em agosto. Quem garante o prazo é o secretário João Azevedo.

ZIGUE-ZAGUE

– Do desembargador Edison Barroso (SP), sobre o caso Paulo Bernardo: “A prevalecer a tese de Dias Toffoli, doravante a prisão preventiva só se aplicará aos pobres”.

– Neste mês, mais três comarcas paraibanas serão alvo dos trabalhos da Corregedoria Geral de Justiça: Aroeiras, Caaporã, Pedras de Fogo e Bayeux.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas