CCJ aprova projeto que obriga cabeamento subterrâneo em João Pessoa

104
0
COMPARTILHE

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP) aprovou Projeto de Lei de autoria do vereador Eduardo Carneiro (PRTB), que prevê o cabeamento subterrâneo da fiação das concessionárias de energia, telefonia, internet e similares na Capital. De acordo com a proposta, as empresas ficam obrigadas a embutir no subsolo todo o cabeamento atualmente existente na cidade.

Leia mais notícias de Política no Portal Correio

Eduardo Carneiro disse que a iniciativa pretende, antes de qualquer coisa, garantir a segurança da população e ordenar a ocupação das vias e preservar a paisagem urbana. Ele lembrou que nos últimos anos houve um significativo aumento de serviços postos à disposição do mercado consumidor, principalmente na área da telefonia e internet. “Esses serviços necessitam de extensão de redes para serem instalados, mas ao invés de o cabeamento ser subterrâneo quase sempre a opção feita é a aérea, o que traz uma série de inconvenientes”, argumentou.

Eduardo disse ainda que as empresas não podem continuar a transformar a cidade em uma gigantesca ‘teia de aranha’, com um emaranhado de fios que sobrecarregam a rede elétrica e, muitas vezes, provocam curtos-circuitos e problemas semelhantes.

Após a aprovação do projeto, as empresas de energia, telefonia, internet ficam obrigadas a substituir a fiação aérea já existente pela subterrânea em até dois anos. “Muitos acidentes acontecem pelo fato de os fios não serem embutidos no solo, por isso acreditamos na sensibilidade dos colegas vereadores para aprovarem essa iniciativa que vai transformar a cidade”, afirmou.

A matéria deve ser votada nos próximos dias pelo plenário da Casa.

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas
páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram e veja nossos vídeos no
Youtube. Você também
pode enviar informações à Redação
do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas