Centrais sindicais protestam na Avenida Paulista contra juros altos

23
0
COMPARTILHE

As centrais sindicais fazem uma manifestação na Avenida Paulista, em frente à sede do Banco Central. O protesto tem como objetivo sensibilizar o Comitê de Política Monetária (Copom), que se reúne nesta terça-feira (28), em Brasília, para definir a nova taxa básica de juros, a Selic. Os manifestantes começaram a se concentrar às 10h30 e não bloqueiam a via.

Leia mais Notícias no Portal Correio

Participam do ato, a Força Sindical, Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB), Nova Central Sindical de Trabalhadores (NCST) e a União Geral dos Trabalhadores. De acordo com o secretário-geral da Força Sindical, João Carlos Gonçalves, o Juruna, ainda não há estimativa de quantas pessoas participam do protesto, mas a expectativa é que 1,5 mil pessoas cheguem ao local.

“A crise atual tem muitos motivos, e um deles são os juros altos que acabam encarecendo os investimentos na produção, e aumentando também a demissão”, declarou Juruna.

Vagner Gomes, secretário-geral da CTB, também defende que o governo baixe os juros. “O país está paralisando e, quanto mais se eleva os juros, mais os investidores vão para a ciranda financeira, em vez de investir na produção. Aí, as empresas começam a fechar, e é desemprego na certa”, disse ele.

As centrais sindicais planejam dar continuidade ao protesto amanhã (29), em frente ao Banco Central, em Brasília.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas