Centro oferece atendimento gratuito para crian?as, adolescentes e adultos com autismo em JP

0
COMPARTILHE

Crianças, adolescentes e adultos que são portadoras de autismo possuem um lugar específico para tratamento gratuito em João Pessoa. O local é o Centro de Referência Municipal de Inclusão da Pessoa com Deficiência (CRMIPD), da Prefeitura Municipal de João Pessoa, que fica no conjunto Pedro Gondim, na Zona Norte da Capital, e atende há 250 usuários.

Leia também: Estudante da UFCG vence autismo, se destaca e é promessa na Meteorologia do mundo

No centro, os usuários recebem tratamento e acompanhamento por meio de uma equipe multiprofissional formada por fonoaudiólogo, fisioterapeuta, terapeuta ocupacional, assistente social, neurologista, pediatra e psicopedagogo. No local é oferecido atendimento educacional especializado com atividades como musicoterapia, arte terapia e educação física adaptada.

Leia mais Notícias no Portal Correio

De acordo com a terapeuta ocupacional do CRMIPD, Maria Eduarda Fonseca, a maioria das crianças com autismo começa a demonstrar sinais antes de completar 18 meses de vida. “As crianças autistas normalmente têm dificuldades na interação social e na comunicação verbal e não verbal”, afirmou.

Ainda segundo a terapeuta, outras características podem ser percebidas no comportamento da criança autista, pois ela costuma ser retraída, tem acessos de raiva intensos, fica presa em uma única tarefa, apresenta poucos interesses, sofre fortes alterações emocionais quando há alguma mudança em sua rotina, tem movimentos corporais repetitivos, entre outras.

Para a coordenadora da área de Saúde do CRMIPD, Nádja Serrano, uma das principais funções do trabalho desenvolvido pelos profissionais é proporcionar a inclusão das pessoas que são tratadas no local.

“Nós tentamos passar para eles a certeza de que são capazes de se desenvolverem e superarem os desafios de suas deficiências. Buscamos devolver o exercício da cidadania através, também, do aconchego e do acolhimento”, afirmou Nadja.

O atendimento realizado no Centro de Inclusão é feito após uma triagem de avaliação. Os usuários recebem atendimento individualizado ou em grupo, em um ou mais tipos de terapia ou de capacitação para o trabalho, sob a responsabilidade de cada setor específico, em um ou dois dias na semana.

Além do atendimento às pessoas com deficiência, o Centro oferece também um trabalho direcionado para os familiares, realizado por um psicólogo.

As famílias de portadores de autismo que queiram atendimento no CRMIPD devem procurar o local segunda à sexta-feira das 8h às 12h e das 13h às 17h.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas