CG oficializa entrada em ‘G20’ e se junta ?s maiores economias do interior do NE

34
0
COMPARTILHE

Campina Grande foi escolhida oficialmente para integrar o G20 do Semiárido, que vai reunir as 20 cidades com maior poderio econômico do Nordeste. A informação foi confirmada pela prefeitura da cidade nessa quinta-feira (9).

Leia mais notícias de Política no Portal Correio

A ideia do G20 já havia sido divulgada no Portal Correio (relembre aqui), mas, na época, Campina Grande não havia se pronunciado sobre o assunto.

Na Paraíba, além de Campina, somente Patos vai fazer parte do grupo, que inclui ainda Feira de Santana, Jequié, Juazeiro, Paulo Afonso e Vitória da Conquista (Bahia); Caucaia, Crato, Itapipoca, Juazeiro do Norte, Maranguape, Iguatu e Sobral (Ceará); Caruaru, Santa Cruz do Capibaribe, Garanhuns e Petrolina (Pernambuco); e Mossoró (Rio Grande do Norte).

Para criação do G20, os critérios adotados, foram a densidade demográfica e a influência econômica exercida pelos municípios em outras localidades. O PIB movimentado pelo grupo gira em todo de R$ 50 bilhões e as populações dessas cidades somam 4,6 milhões de habitantes. Se fosse uma única cidade, seria a terceira maior do Brasil, atrás apenas de São Paulo e Rio de Janeiro e à frente de Salvador (BA).

O objetivo da criação do grupo é propor debates sobre políticas que estimulem avanços, participação e representatividade dos municípios, com o objetivo de reduzir as disparidades econômicas intra e inter-regionais.

A Superintendência de Desenvolvimento do Nordeste (Sudene) está à frente da ideia que terá o apoio do governo federal, e o órgão deverá atuar estrategicamente na articulação para ampliação econômica dessas cidades, conforme repassado pela Prefeitura de Campina Grande.

A Sudene deve colaborar no mapeamento das cadeias produtivas que integram a economia do semiárido. O levantamento deverá apresentar, entre outros dados, aspectos facilitadores e desafios a serem vencidos para o desenvolvimento da região. O diagnóstico também subsidiará gestores públicos com informações relevantes para a criação de outros projetos e iniciativas com o mesmo objetivo.

O diretor de planejamento da Sudene, Sérgio Alencar, reforçou que as discussões sobre o G20 Seminário também são oportunas para a próxima reunião do Conselho Deliberativo da Sudene (Condel).

O próximo encontro para discutir criação do G20 Semiárido será em Petrolina (PE), que também integra a relação. A ideia é reunir as lideranças políticas das cidades que fazem parte do grupo, além de representantes de ministérios, instituições financeiras e universidades do Nordeste em um evento a ser realizado já no mês de agosto.

O que se busca é debater estratégias, planos de trabalho e outras iniciativas que impulsionem e fortaleçam os debates sobre desenvolvimento social, organização política e economia relacionados ao semiárido nordestino.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas