Chuvas devem continuar nesta quinta em JP e trânsito pode enfrentar mais problemas

9
0
COMPARTILHE

Após mais de 139 milímetros de chuva (mm) registrados em menos de 24 horas, João Pessoa deve registrar mais chuvas nesta quinta-feira (4), segundo previsão da Agência Executiva de Gestão das Águas do Estado da Paraíba (Aesa). Além do Litoral, as regiões do Brejo, Agreste e Sertão também devem receber chuvas. Veja abaixo a previsão completa.


Leia também: Chove 52% do esperado para mês e JP tem acidentes, queda de árvore e família desalojada

No Litoral, além das chuvas a Aesa prevê temperaturas variando entre 24°C e 30°C. No Brejo, as temperaturas devem ficar entre 20° e 28°C; no Agreste entre 20° e 30°C; e no Sertão entre 22°C e 35°C.


Leia mais Notícias no Portal Correio

Sem previsão de chuvas, a região do Cariri/Curimataú deve registrar nebulosidade variável, com temperaturas variando entre 19°C e 33°C.


Trânsito caótico em JP

Nessa terça-feira (2), as imediações dos viadutos do Geisel e do Cristo; a Avenida Tancredo Neves; a Avenida Sérgio Guerra, principal do bairro dos Bancários; a Avenida Sanhauá, em frente à Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU); A Avenida Epitácio Pessoa, próximo ao Colégio Lourdinas; e a ladeira que liga os bairros de Mangabeira e Cuiá foram os mais críticos por conta das chuvas em João Pessoa.

Segundo o superintendente da Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana de João Pessoa (Semob-JP), Carlos Batinga, no viaduto do Geisel, carros e até ônibus ficaram impossibilitados de trafegar por conta do acúmulo de água.

“Depois que foi feito o viaduto não fizeram a drenagem e estamos com problemas seríssimos, um problema que não existia. Estivemos junto a PRF realizando bloqueios, mas não tivemos muito o que fazer se não bloquear o tráfego. Não existe para onde a água escoar e esse foi o maior problema que enfrentamos por conta das chuvas”, afirmou Carlos Batinga.

Outro ponto com problemas, a principal dos Bancários deve deixar de apresentar acúmulo de água nos próximos meses já que, segundo Carlos Batinga, a obra de macrodrenagem está 90% concluída.

Ao Portal Correio, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) informou que o viaduto do Geisel não registrou problemas, mas as imediações do viaduto acumularam água o que causou congestionamento excessivo na região.

“Na região do viaduto do Geisel nós atuamos em parceria com a Semob-JP para controlar o tráfego, já que as imediações do viaduto estavam alagadas e isso gerou congestionamento. Também fechamos o acesso da BR-230 para a Rua Diógenes Chianca para que o fluxo na Avenida Hilton Souto Maior fosse menor”, informou a PRF.

O Portal Correio tentou contato com a Defesa Civil de João Pessoa e a Secretaria de Infraestrutura de João Pessoa (Seinfra) para que elas comentassem quais foram as ações realizadas nas últimas horas com relação às chuvas, mas as ligações não foram atendidas até a publicação desta matéria.

Também foi procurada a superintendente de Obras do Plano de Desenvolvimento da Paraíba (Suplan), Simone Coelho, para que ela comentasse as declarações do superintendente da Semob-JP sobre a falta de drenagem no viaduto do Geisel, mas o telefone da superintendente estava desligado até a publicação desta matéria.

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas