Cirurgias card?acas s?o suspensas em hospital da Para?ba por falta de pagamento

13
COMPARTILHE

As cirurgias cardíacas foram suspensas no Hospital João XXIII, em Campina Grande, há três semanas. Os médicos anestegistas cruzaram os braços depois que o hospital atrasou o pagamento pelos serviços prestados. Nesse período, mais de 20 procedimentos cirúrgicos deixaram de ser realizados. A informação foi divulgada nesta quarta-feira (18), no Jornal da Correio, da TV Correio HD. Veja vídeo abaixo.

Leia mais Notícias do Portal Correio

De acordo com o anestegista Henrique César, a decisão de parar temporariamente o serviço foi tomada pelos médicos por causa do atraso dos repasses. Os salários estão atrasados desde julho.

“Recebemos um pagamento referente a julho há dez dias, mas ainda faltam os outros meses como agosto, setembro e outubro. As cirurgias foram suspensas por falta do repasse da verba do SUS pelos serviços prestados. Há três semanas que as cirurgias não estão sendo realizadas. Por semana, a gente realiza cerca de 7 procedimentos”, falou Henrique César.

A assessoria de imprensa da Secretaria de Saúde de Campina Grande disse que o repasse do SUS ao hospital está sendo feito todos os mês dentro do calendário e negou atraso.

O diretor financeiro do hospital, Felipe Gadelha, confirmou a suspensão das cirurgias e informou  que o serviço será normalizado até a próxima quarta-feira (26). “De fato houve um atraso no pagamento, mas já entramos em contato com a categoria [anestegistas] e o impasse será resolvido nos próximos dias. Até a próxima quarta, as cirurgias serão retomadas e os serviços normalizados.

Veja o vídeo:


 

 

Em respeito à Legislação Eleitoral, o Portal Correio não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2018 se encerrem.

Notícias mais lidas