CNI defende reforma da previd?ncia, mas critica aumento de impostos dados pelo governo

0
COMPARTILHE

Regulação das concessões, reforma da previdência e avanços no sistema tributário e nas relações de trabalho. Essas foram as bandeiras defendidas pelo presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Robson Braga, para que o Brasil volte a crescer e saia da crise. No entanto, o aumento de impostos dados pelo governo federal foi duramente criticado pelo presidente da CNI.

Leia mais Notícias no Portal Correio

Segundo Robson, que defendeu as mudanças durante a abertura do 10º Encontro Nacional da Indústria (ENAI), realizado em Brasília, para que o Brasil volte ao caminho do desenvolvimento é necessário que as medidas sejam tomadas com construção de consensos e ação política firme.

“O momento exige transformações abrangentes. É preciso que o setor público se comprometa com uma profunda melhoria do ambiente de negócios no Brasil. A agenda passa pelo reequilíbrio macroeconômico, pois a estabilidade e a previsibilidade são condições fundamentais para o crescimento. É necessário rever regras automáticas de expansão dos gastos, assim como se deve dar atenção às mudanças demográficas que afetam a Previdência Social. Mas o ajuste precisa ser rápido e cirúrgico para minimizar os custos que o acompanham”, disse Robson Braga.

A CNI defende ainda que sejam aprovados outros avanços, como na estrutura tributária e na abertura de mercados para facilitar as trocas no comércio exterior. O presidente criticou a proposta do governo de elevar impostos.

“Rejeitamos, peremptoriamente, as constantes propostas de criação de impostos e de aumento dos já existentes. Não aceitamos a ressurreição da CPMF. Quem produz e cria empregos neste país não suporta mais pagar tanto imposto”, concluiu o presidente da CNI.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas