COB chega a João Pessoa para organizar Jogos Escolares da Juventude

61
0
COMPARTILHE

Mais de 3.850 jovens atletas de 12 a 14 anos estão arrumando as malas para a etapa nacional dos Jogos Escolares da Juventude, que acontece de 20 a 29 de setembro, em João Pessoa (PB). Organizado pelo Comitê Olímpico do Brasil (COB), o maior evento esportivo estudantil do Brasil terá a disputa de 13 modalidades: atletismo, badminton, ciclismo, ginástica rítmica, judô, lutas, natação, tênis de mesa, xadrez, basquete, futsal, handebol e vôlei. O objetivo principal do evento é contribuir para a inclusão social dos jovens através do esporte, além de servir de plataforma para a identificação de atletas para o alto rendimento. A capital paraibana também receberá a etapa de 15 a 17 anos, entre 10 e 19 de novembro.

Leia mais notícias de Esporte no Portal Correio

Integrantes do COB já estão em João Pessoa preparando os últimos detalhes para a etapa nacional dos Jogos, que contará com a participação de estudantes de 25 estados, mais o Distrito Federal e uma delegação da cidade anfitriã. Uma delegação da Argentina também disputará os Jogos com uma equipe de atletismo composta por 12 atletas. Ao todo, mais de 5.300 pessoas estarão envolvidas no evento, entre atletas, treinadores, oficiais, médicos, voluntários e organizadores.

Os Jogos Escolares da Juventude são o maior celeiro de atletas olímpicos do país, revelando, a cada ano, novos talentos para o esporte brasileiro. “Da delegação composta por 465 atletas do Time Brasil nos Jogos Olímpicos Rio 2016, nada menos que 52 já participaram dos Jogos Escolares da Juventude, entre eles Mayra Aguiar, Sarah Menezes, do judô, e Hugo Calderano, do tênis de mesa. Levando-se em consideração apenas as modalidades disputadas nos JEJ’s, esse número representa aproximadamente 23% da delegação verde e amarela que brilhou nos Jogos do Rio”, explicou afirmou Edgar Hubner, diretor geral dos Jogos Escolares da Juventude e gerente geral de Juventude e Infraestrutura do COB.

Os números dos Jogos Escolares são grandiosos. Anualmente o evento contempla mais de 2 milhões de jovens nas seletivas municipais e estaduais, organizadas pelos estados e municípios, representando 40 mil escolas de quase 4 mil cidades do Brasil.

Além das competições, na fase nacional, organizada pelo COB, os jovens atletas terão à disposição uma série de eventos paralelos. O programa sócio-educativo e cultural abrange diversas atividades extras com o intuito de aproximar os jovens de todo o país aos valores olímpicos. Esse ano, o tema geral do evento será “Esporte e Cinema”. “A revelação de talentos é importante, mas não é nosso principal objetivo nos Jogos. Queremos contribuir para a inclusão social e transformação do Brasil através do esporte. Tenho a convicção de que estamos alcançando nossos objetivos esportivos e sociais com a realização dos Jogos Escolares”, disse Edgar Hubner.

Para inspirar os jovens talentos do esporte nacional, o COB selecionou 10 atletas olímpicos ou pan-americanos para atuarem como Embaixadores dos Jogos em João Pessoa. A função dos Embaixadores é levar o exemplo positivo da prática esportiva para os jovens participantes, através do contato direto, palestras e atividades educativas. Os atletas escalados como embaixadores para João Pessoa são: Vanderlei Cordeiro (atletismo), que acendeu a Pira Olímpica nos Jogos Olímpicos Rio 2016, Daniel Paiola (badminton), Helen Luz (basquete), Angélica Kvieczynski (ginástica rítmica), Fabiana Diniz, a Dara (handebol), Sarah Menezes (judô), Lais Nunes (luta), Matheus Santana (natação), Ligia Silva (tênis de mesa) e Helia Fofão (vôlei).

Após a realização das duas etapas deste ano, João Pessoa passa a ser a cidade que mais vezes terá recebido os Jogos Escolares da Juventude. A capital paraibana será a sede do evento pela sexta vez, ultrapassando Poços de Caldas (MG), anfitriã da competição em cinco ocasiões. “João Pessoa possui boas instalações esportivas e capacidade hoteleira compatível para receber os participantes durante o evento, além de um excelente Centro de Convenções que será utilizado como base das operações do Comitê Organizador dos Jogos. Um evento desse porte movimenta a economia da cidade e promove o ambiente saudável do esporte para a população local, mesmo após os Jogos Olímpicos Rio 2016”, afirmou o diretor do evento.

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas