Cobradores só serão demitidos quando arrecadação por bilhete eletrônico chegar a 90%

0
COMPARTILHE

Operadores de ônibus da Grande João Pessoa aprovaram, por unanimidade, a proposta do Ministério Público do Trabalho (MPT-PB), de barrar a demissão de cobradores nos transportes. A audiência ocorreu na quarta-feira (22), mas a informação só foi divulgada nesta sexta-feira (24) pelo MPT. O acordo prevê que os cobradores só serão demitidos quando a arrecadação por bilhetagem eletrônica chegar a 90% e esses profissionais terão que ser requalificados para que não fiquem desempregados.

Leia mais Notícias no Portal Correio

O presidente do Sindicato dos Motoristas, Antônio de Pádua, abriu a sessão, junto com o procurador-chefe do MPT na Paraíba, Paulo Germano.

“Diante desse cenário de crise e de reformas, conseguir barrar as demissões de cobradores já foi uma vitória. Além de recompor seus quadros de cobradores ao quantitativo que havia em 1º de agosto de 2016, as empresas de ônibus só poderão voltar a demitir quando atingirem o percentual de 90% das passagens via bilhetagem eletrônica’, falou o procurador aos trabalhadores”, explicou.

Ele reconheceu que a extinção da função do cobrador é uma tendência mundial, mas defendeu que esse profissional tenha apoio para ser requalificado e se manter no mercado de trabalho.

O procurador explicou que os cobradores que forem demitidos após a implantação de 90% da bilhetagem eletrônica, serão encaminhados pelo sindicato ao Senai, Senac, Senat ou outras entidades de formação sem fins lucrativos, para cursos profissionalizantes, a fim de que possam obter nova qualificação profissional. As empresas ainda deverão pagar, no período de seis meses, uma ‘bolsa qualificação’ ao cobrador demitido, no valor de um terço do salário mínimo.

Segundo ele, os cobradores desligados também poderão escolher ser encaminhados ao Sebrae, para elaboração de projetos e abertura de pequenos negócios.

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078.

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas