Com mais de 400 mil consumidores, Campina Grande estuda encerrar concess?o da Cagepa

16
COMPARTILHE

A Prefeitura de Campina Grande estuda não renovar mais a concessão da Cagepa para o abastecimento de água do município. O prefeito Romero Rodrigues (PSDB) vem consultando técnicos sobre essa possibilidade e conversando com a classe política. A concessão, legalmente, já foi encerrada.

Leia mais Notícias no Portal Correio

O prefeito de Campina Grande já visitou inclusive outras cidades fora da Paraíba que praticam o chamado ‘ciclo fechado de abastecimento’. Recentemente, foi à Angra do Reis (Rio de Janeiro) e conheceu de perto o sistema de concessão para uma empresa privada, que cuida do abastecimento e ainda paga à prefeitura local pela explorar os serviços.

Romero não estipulou uma data para decidir sobre a concessão para o abastecimento de água e a oferta de serviços de esgotos no município. O manancial que abastece o município, o Açude de Epitácio Pessoa, está com pouco mais de 13% de sua capacidade de armazenamento. O município enfrenta um racionamento de água e a previsão que passe a captar o volume morto do Boqueirão nos próximos dias.

A Agência Executiva de Gestão de Águas (Aesa) prevê que a água acumulada no Epitácio Pessoa suporte ainda o abastecimento, mesmo com a crise hídrica, até o final de 2017, caso as chuvas se mantenham no mesmo padrão do registrado em 2015. Técnicos, como o ex-secretário de Recursos Hídricos do Estado, Francisco Sarmento, fazem um projeção de que, nessas condições, Boqueirão seca em julho do ano que vem.

O prefeito de Campina Grande também revelou que o Ministério da Defesa autorizou uma análise de toda a água que os carros-pipa estão distribuindo na cidade. Há denúncias de que a água estaria contaminada por metais pesados. A Secretaria Municipal de Saúde já está coletando amostradas para fazer as análises.

Romero não deve decidir agora sobre o fim da concessão para a Cagepa. O momento de crise econômica do país é um risco para a abertura da licitação para empresas privadas explorarem os serviços, mesmo numa cidade como Campina Grande, com mais de 400 mil habitantes e consumidores em potencial.

Na Paraíba, o município de Sousa (no Alto Sertão, a 438 quilômetros de João Pessoa) encerrou a concessão da água com a Cagepa há alguns anos. Lá, o Departamento de Águas do Município (Daesa) é quem é o responsável pelos serviços de abastecimento de água e coleta de esgotos.

Em respeito à Legislação Eleitoral, o Portal Correio não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2018 se encerrem.

Notícias mais lidas