Comissão de Direitos Humanos aprova projeto de lei que beneficia pacientes transplantados

8
0
COMPARTILHE

A Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), aprovou de forma unanime um projeto de autoria do deputado Nabor Wanderley, que pede a criação de lei priorizando as pessoas com insuficiência renal crônica e transplantadas nos atendimentos dos serviços públicos e privados, nas áreas de educação, saúde, transporte, bancos e supermercados.

Leia mais Notícias no Portal Correio

De acordo com a matéria, o paciente, para comprovar o estado de insuficiência renal ou de transplantado, deverá exibir documento emitido por órgão público do Sistema único de Saúde. O objetivo do projeto é assegurar atendimento prioritário nas repartições públicas e empresas concessionárias de serviços públicos às pessoas acometidas de insuficiência renal crônica e pessoas transplantadas, como já ocorre com pessoas com outras doenças.

Durante a realização da 33ª Sessão Ordinária, os deputados apreciaram vetos do Governo do Estado. Entre os quais, dois foram mantidos e um rejeitado pela maioria em plenário. Os parlamentares aprovaram por maioria o veto do Governo do Estado ao Projeto de Lei nº 264/2015, de autoria do deputado Tovar Correi Lima. De acordo com o veto, o projeto cria obrigação para o Poder Executivo por propositura de iniciativa parlamentar. Ainda segundo o veto, a matéria visa estabelecer novas atribuições para a Secretaria Estadual, recaindo, portanto, em inconstitucionalidade formal.

Leia
mais notícias
em portalcorreio.com.br, siga nossas
páginas no
Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no
Youtube. Você também
pode enviar
informações à Redação
do Portal Correio pelo
WhatsApp (83) 9 9130-5078.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas