Comunidade de Jo?o Pessoa usa WhatsApp para se proteger da viol?ncia

13
0
COMPARTILHE

Moradores dos Bancários, um dos bairros de João Pessoa que tem registrado alto índice de violência, estão usando o aplicativo de mensagens WhatsApp para se prevenir contra a violência e ajudar a polícia na busca por suspeitos. Mais de setenta contatos estão cadastrados no aplicativo de celular. Uma caminhada pela paz deverá ocorrer na tarde desta quinta-feira (25) pelas ruas do bairro.

Leia mais Notícias do Portal Correio

Denominado de ‘Suspeitou, Avisou’, o grupo foi criado há cerca de três meses e tem ajudo às autoridades policiais na captura de criminosos, segundo informou Antônio Albuquerque, presidente da Associação Comunitária dos Bancários.

“As denúncias vão desde o alerta de perigo nas ruas até flagrantes de crimes. Nesse período, já conseguimos ajudar a polícia na prisão de assaltantes. Essa ferramenta é mais uma “arma” no combate a violência urbana, que tem sido frequente no nosso bairro (Bancários). Quando percebemos atitudes suspeitas, os participantes imediatamente postam no grupo”, falou.

O corretor de imóveis Wilton Galvão, administrador do bate-papo e responsável por adicionar moradores, ressaltou que a facilidade de comunicação com a Polícia Militar tem a ver com o fato da presença de policiais no grupo. A participação de militares tem mostrado que se o aplicativo for usado de maneira correta poderá ter bons resultados para a comunidade.

“Além da sociedade civil, autoridades policiais participam do grupo. De certa forma, a comunicação se torna mais rápida do que ligar para o 190. O grupo tem colaborado com a vigilância das casas, comércios e ruas do bairro”, frisou Galvão.

Caminhada pela Paz

A população dos Bancários realiza neste sábado (27), a partir das 17h, uma caminhada denominada ‘Marcha pela Segurança’. O ato tem por objetivo chamar a atenção das autoridades para a insegurança pública na comunidade. Os manifestantes vão percorrer várias ruas em protesto contra a violência. Inicialmente, a manifestação estava programada para esta quinta (25), mas devido a chuva foi adiada para o sábado.

O evento ocorre depois que duas mulheres foram sequestradas e estupradas. O crime iniciou nos Bancários, em João Pessoa, na noite do sábado (20) e terminou em um canavial da cidade Goiana, em Pernambuco, no domingo (21). Uma deles estava acompanhada do seu bebê. Uma das mulheres morreu. As vítimas que sobreviveram passam bem.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas