CPI termina na ALPB com garantia de R$ 235 milhões para telefonia

11
0
COMPARTILHE

A Comissão Parlamentar de Inquérito da Telefonia Móvel encerrou os trabalhos nesta terça-feira (6) na Assembleia Legislativa com a assinatura de um termo de compromisso por executivos da operadora Claro. Era a última que faltava assinar um acordo com a CPI. Esses documentos garantem investimentos que, somados, chegam a R$ 235 milhões.

Leia mais notícias de Política no Portal Correio

Segundo o relatório da CPI, esses termos de compromisso resultarão em 4.580 melhorias, sendo 1.071 relativas à rede de telefonia móvel, como implantação de antenas, instalação e ampliação de tecnologia 3G e 4G; manutenção de internet de banda larga em 1.719 escolas urbanas e em 1.790 da zona rural, em todo o estado.

De acordo com o relator da CPI, deputado estadual Bosco Carneiro (PSL), haverá a inauguração de sinal 3G em 74 municípios e de sinal 4G em 19 outros. “Além disso, por parte da TIM há a previsão de confecção de 15 mil exemplares de cartilhas com informações a respeito das características dos serviços de telefonia móvel e internet móvel, além de desenvolver e implantar, com anuência do governo do estado, um software para divulgação da cultura paraibana, denominado Projeto Mapas Culturais”, disse.

A CPI da Telefonia Móvel funcionou de agosto a dezembro deste ano, presidida pelo deputado estadual João Gonçalves (PDT). Ele observou que o período de investigações acabou, mas houve a prorrogação de 120 dias para que os deputados acompanhassem a implantação dos investimentos pelas operadoras.

De janeiro de 2015 a dezembro de 2016, segundo o relatório da CPI, a TIM investiu mais de R$ 33 milhões. No mesmo período, a Vivo investiu R$ 48 milhões, a OI R$ 33,7 milhões e a Claro R$ 120 milhões.

Para João Gonçalves e Bosco Carneiro, a Comissão Parlamentar de Inquérito cumpriu o seu papel, mas continuará fiscalizando os serviços oferecidos pelas operadoras e o atendimento aos clientes.

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas
páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no
Youtube. Você também
pode enviar informações à Redação
do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas