Credibilidade do Correio

4
0
COMPARTILHE

Há quem acredite cegamente que o jornal impresso está com os dias contados e que será substituído por jornais virtuais, portais de notícias e redes sociais. Esses veículos são importantes, mas não é bem assim. Quando o impresso inova e oferece conteúdos exclusivos, põe por terra a máxima dos defensores do jornalismo exclusivamente eletrônico. Isso tem ocorrido no Correio da Paraíba.

Uma prova ocorreu no final de semana, na pequena cidade de Tenório, na região do Cariri da Paraíba. Diante de 1,8 mil pessoas, o cerimonialista registrou reportagem do Correio com o título “Cumprir a LRF equilibra contas”. A reportagem, assinada pelo jornalista Adelson Barbosa dos Santos, se refere à administração do prefeito de Tenório, Evilásio de Araújo Souto (PSB), que encerrou 2017 sem dever a ninguém porque houve organização e planejamento da gestão para o enfrentamento da crise.

O exemplo repercutiu entre outros prefeitos e na população do município, que se sente orgulhosa pelo destaque dado pelo jornal ao cuidado do prefeito com o dinheiro público, coisa que deveria ser uma regra nos municípios e não uma exceção.

Ao tomar conhecimento da publicação, o assessor de imprensa do prefeito, Hamilton Silva, percorreu algumas bancas de jornais de Campina Grande e adquiriu todos os exemplares do Correio que encontrou. E mandou distribuí-los na cidade. Isso prova que a credibilidade do impresso não tem concorrente.

Alento…

Pelo que vem sendo dito, os servidores da Prefeitura de Santa Rita continuarão sem saber quando receberão os três meses, mas o décimo terceiro, de salários atrasados. Segundo o secretário de Comunicação, Djenilson Paiva, explicou que o mês de janeiro está garantido e será pago dentro do mês trabalhado. Pelo menos, um alento…

Adaptação 1

O prefeito Luciano Cartaxo entregou mais uma obra, ontem. Juntinho dele, estava o vice Manoel Júnior. Perguntado se já estava adaptado a nova função, o peemedebista respondeu: “Com certeza e [estou] aqui para ajudar o prefeito”.

Adaptação 2

Na verdade, Manoel Junior terá mesmo que se acostumar a viver João Pessoa, que é bem diferente de Brasília.

Certíssimo

O vereador Lucas de Brito teve o irmão, Rodrigo, nomeado para a Procuradoria Adjunta da PMJP. Eu não critico a saída de Lucas da oposição. Não foi reconhecido. E sobre Rodrigo, é tido como advogado brilhante.

Livre arbítrio

“Vou iniciar esse segundo mandato primeiro pela independência, pela imparcialidade”, ressaltou Lucas de Brito.

Cada um no seu quadrado

Luciano Cartaxo esclareceu: “Não haverá demissão em massa na Prefeitura de João Pessoa”. Mas, o que chamou atenção foi o fato de os custos com servidores à disposição chegarem a R$ 7 milhões ao ano. Para se ter uma ideia, a folha de outubro (de acordo com o Sagres) custou R$ 43,5 milhões. Decisão acertada o corte.

Primeira

O senador Deca (PSDB) disse, ontem, que sua primjeira grande consquista na vida ocorreu aos 14 anos. Foi quando ele conseguiu, com o dinheiro do suor do seu trabalho comprar seu primeiro par de sapatos.

Segunda

A segunda maior conquista, segundo Deca, foi ser senador, substituindo Cássio Cunha Lima (PSDB)

por quatro meses.

2017 mias fértil

Parte do ‘PIB ‘da Paraíba esteve no almoço de confraternização natalina que o presidente da Asplan, Murilo Paraíso, ofereceu aos produtores rurais. Todos eles esperançosos de um 2017 mais fértil.

“Por amor”

Apesar de um 2016 nada bom, a ex-prefeita Chica Motta lançou uma publicação sobre as realizadas pela gestão: “O que fiz por amor a Patos”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas