Delegado confirma que carro achado incendiado era de uma das v?timas sequestradas na Capital

16
COMPARTILHE

Um carro incendiado foi achado no começo da tarde desta segunda-feira (22) e o delegado da Polícia Civil da Paraíba, Marcos Paulo, confirmou que o veículo era de uma das vítimas sequestradas nesse domingo (21), em João Pessoa. O automóvel queimado foi encontrado na Zona Rural do município de Pedras de Fogo, na Zona da Mata paraibana, a 55,8 km de João Pessoa.

Leia também: Polícia Civil de PE já tem características da dupla que sequestrou e estuprou mulheres da PB

A informação de que o veículo é o mesmo que foi utilizado pelos bandidos também havia sido confirmada pelo tenente Aquino Silva Júnior, da Polícia Militar em Pedras de Fogo. “O carro foi achado em um canavial e chegamos até ele por meio de denúncias anônimas. Conferimos o número do chassi”, disse o policial.

Leia mais Notícias no Portal Correio

De acordo com o delegado Marcos Paulo, o automóvel passa por perícia, mas as análises iniciais já comprovaram que se trata do automóvel de uma das vítimas. Segundo ele, o carro foi levado para o pátio do Instituto de Polícia e Perícia Científica, em João Pessoa.

*Matéria atualizada às 18h09 para incluir informações do delegado Marcos Paulo.

O crime

O crime começou a ser praticado em João Pessoa, quando duas mulheres e o bebê de uma delas foram sequestrados no bairro dos Bancários, Zona Sul de João Pessoa, por homens que ainda não haviam sido identificados.

As vítimas foram abordadas e conduzidas no carro de uma delas, um Fiat Siena, até a Zona Rural da cidade de Goiana, na Zona da Mata do estado de Pernambuco, a 62 km de Recife, na fronteira com a Paraíba.

De acordo com oficiais da 3º Companhia de Polícia Militar de Goiana e do 2º Batalhão da PM de Nazaré da Mata, que atuam na região, as mulheres foram conduzidas a um canavial às margens da rodovia BR-101, próximo à fábrica da Jeep, onde foram e estupradas.

Após o abuso sexual, os bandidos amarraram as mulheres e passaram com o carro por cima das duas, causando a morte de uma delas.

Em respeito à Legislação Eleitoral, o Portal Correio não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2018 se encerrem.

Notícias mais lidas