Deputados da PB analisam eleição de Maia na Câmara; saiba como eles votaram

5
0
COMPARTILHE

Os deputados que compõem a bancada paraibana na Câmara Federal, em Brasília, acreditam na capacidade de boa gestão do novo presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM), escolhido após votação nessa quarta-feira (13).

Leia mais notícias de Política no Portal Correio

Até os parlamentares que não votaram para eleger o vencedor reafirmaram a experiência do presidente para melhorar a imagem da Casa e desempenhar os trabalhos que devem ser realizados enquanto ele ocupar o cargo. Os 12 representantes paraibanos estiveram presentes para votar durante o processo.

Quem mais teve motivos para comemorar foi o deputado Efraim Moraes (DEM), que está filiado ao mesmo partido de Rodrigo Maia e trabalhou para a vitória. O parlamentar comemorou e alegou não ter dúvidas de que ele cumprirá os compromissos prometidos antes da eleição.

Efraim afirmou que o presidente vai trabalhar com respeito à oposição e lutar pela união da Câmara Federal para contribuir com a agenda e, desta forma, retomar o rumo do desenvolvimento.

O democrata eleito venceu no segundo turno o candidato do PSD, Rogério Rosso. Aliados e companheiros de partido acreditavam na sua vitória. Mesmo tendo apoiado o colega de legenda, Rômulo Gouveia (PSD) acredita que Rodrigo Maia vai fazer um excelente trabalho a frente da Casa Legislativa. Ele comentou que a trajetória, experiência e a base de alianças que ele construiu vão contribuir para uma boa gestão. Rômulo comentou que um dos motivos que colaborou para a vitória do novo presidente pode ter sido o discurso anti Eduardo Cunha (PMDB) utilizado por ele.

O tucano Pedro Cunha Lima votou a favor do vencedor e ressaltou que o apoio foi firmado após garantia de que Rodrigo Maia vai atender as exigências do PSDB na Câmara. O deputado paraibano disse que o acordo foi feito com base em dois compromissos práticos. O primeiro é que o processo de Eduardo Cunha não seja engavetado, pois considera preciso dar seqüência de maneira devida ao processo de cassação. Outra exigência foi a abertura da CPI da Une.

“Nós queremos que a investigação não permaneça engavetada e que ele acate o recurso para levar a plenário a possibilidade de abertura da CPI”. Pedro Cunha Lima explicou ainda a necessidade de Rodrigo Maia iniciar um processo de recuperação da imagem da Casa, que segundo o tucano está ‘abaixo da lama’. “Uma etapa constrangedora fica para trás e a gente constrói um ciclo novo”, disse.

Wilson Filho (PTB) destacou que a vitória vai fortalecer o governo do presidente interino Michel Temer (PMDB). Mas, ele considera que o presidente da Câmara vai enfrentar uma missão difícil, por ter que assumir um mandato ‘tampão’ em um momento em que vai ter que trabalhar duro para manter as ações no Legislativo. Ele citou o ano eleitoral e as olimpíadas como alguns dos acontecimentos que podem atrapalhar o andamento das atividades até o fim do ano.

Já Benjamin Maranhão (SD) também acredita que a eleição de Rodrigo Maia vai garantir uma pacificação na Câmara por ser um deputado que consegue dialogar bem tanto com a base do governo, que ele faz parte, como também com a oposição. “Então eu creio que isso é um fato positivo. A Câmara não funciona bem se não houver um diálogo civilizado entre situação e oposição”, observou.

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas