Desemprego aumenta e 220 mil pessoas estão sem trabalho na Paraíba, diz IBGE

58
0
COMPARTILHE

A Paraíba registrou, nos primeiros três meses deste ano, mais de 220 mil pessoas desempregadas, segundo dados divulgados nesta quarta-feira (31) referentes a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O número representa 48 mil pessoas a mais sem emprego em comparação ao mesmo período de 2016. Comente no fim da matéria.


Leia também: Desemprego cresce 8,7% e atinge 14 milhões de pessoas

A pesquisa também mostrou que dos mais de 3,9 milhões de habitantes do estado, 3,1 milhões estavam com idade para trabalhar no primeiro trimestre deste ano, o que representa um aumento de 41 mil pessoas com relação ao mesmo período de 2016.


Leia mais Notícias no Portal Correio

Do total de 3,1 milhões de paraibanos com idade para trabalhar, a pesquisa mostrou que 1,4 milhão estavam empregados. Em comparação com o mesmo período de 2016, a variação foi de -97 mil.

Sobre desempregados, o PNAD estimou que 220 mil pessoas estão sem emprego na Paraíba, o que representa um aumento de 48 mil desempregados em comparação aos três primeiros meses de 2016.


Rendimento e setor privado

Ainda segundo a pesquisa, o rendimento médio mensal dos trabalhadores paraibanos entre janeiro, fevereiro e março deste ano chegou aos R$ 1.512, o que representa um aumento de 11,6% com relação ao mesmo período de 2016, que era de R$ 1.355.

No setor privado, a pesquisa identificou 336 mil pessoas trabalhando com carteira assinada. O número representa uma variação negativa de 34 mil trabalhadores com relação ao mesmo período de 2016. Em comparação ao último trimestre de 2016, a variação foi de -26 mil.

Já sobre empregados sem carteira assinada, a pesquisa estima que a Paraíba tenha 255 mil pessoas nessa situação.


Situação nacional

De acordo com o IBGE, a taxa de desocupação no país foi estimada em 13,6% no trimestre móvel encerrado em abril, ficando 1 ponto percentual acima da taxa do trimestre imediatamente anterior (novembro a janeiro), quando havia fechado em 12,6%.

Com a alta do último trimestre, a população desocupada em abril chegou a 14 milhões, uma alta de 8,7% em relação ao trimestre encerrado em janeiro. Assim, houve um acréscimo de 1,1 milhão de pessoas no número de desempregados.

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078.

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas