Detentos serram grades e fazem buraco em teto para fugir de cadeia p?blica da PB

18
COMPARTILHE

Detentos da Cadeia Pública de Pombal (Sertão do estado, a 371 km de João Pessoa) serraram grades das celas e fizeram um buraco no teto para tentar fugir, na madrugada desta terça-feira (30). A ação aconteceu por volta das 2h e foi percebida por um militar que estava de plantão na guarita e acionou reforço. Com a chegada de mais policiais, a fuga foi impedida.

Leia também: Túnel de cerca de 1 metro é encontrado em presídio de segurança máxima da PB

De acordo com o soldado J. Sousa, da Companhia de Polícia Militar da cidade, a suspeita é de que todos os presos da cadeia estavam envolvidos no plano de fuga.

“Eles serraram grades de uma cela e fizeram um buraco no teto de outra. Um policial que estava na guarita ouviu o barulho feito pelos presos e estranhou. Os agentes penitenciários e outros militares foram acionados e conseguimos impedir a fuga. Realizamos vistorias nas celas e encontramos celulares, espetos e um alicate. Como esses objetos foram encontrados em celas diferentes, acreditamos que a fuga tenha sido planejada por todos os presos”, disse.

Ainda conforme o soldado, os presos se rebelaram após uma série de apreensões que tem sido feitas na Cadeia Pública. “Recentemente houve uma tentativa de homicídio e algumas revistas foram realizadas. Celulares e carregadores foram apreendidos e desde então o clima não é dos melhores por lá”, completou.

O Portal Correio tentou falar com o diretor da Cadeia Pública de Pombal para saber quantos presos participaram da tentativa de fuga e sobre as ações para evitar um novo conflito, mas as ligações não foram atendidas.

Em respeito à Legislação Eleitoral, o Portal Correio não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2018 se encerrem.

Notícias mais lidas