Dez munic?pios paraibanos recebem espet?culos de teatro e m?sica a partir desta quinta

10
0
COMPARTILHE

Começa nesta quinta-feira (19) e segue até a próxima semana a programação de atividades patrocinadas pelo Fundo de Incentivo à Cultura Augusto dos Anjos (FIC). Dez municípios paraibanos recebem espetáculos de teatro e música, cantorias, exposições e oficinas através de oito projetos em execução.

Leia mais notícias de Entretenimento no Portal Correio

O município de Conceição recebe nesta quinta (19) a segunda edição do Festival de Violeiros de Conceição. O evento reúne duplas de violeiros da região do sertão da Paraíba, como Antonio Silva e Levi Bezerra, Jairo e Jefferson e Jonas Andrade e Jonas Bezerra. O festival acontece no Centro Cultural Elba Ramalho a partir das 19h.

Ainda nesta quinta (19), tem início a turnê da peça Os Malefícios do Fumo, montagem da Companhia Jazztual de Teatro. O espetáculo é uma adaptação do texto de Tchekov, que reúne músicos e atores numa proposta que inova ao mesclar jazz e drama. O grupo se apresenta em Campina Grande (19 e 22), Sousa (20) e Patos (21).

Já nesta sexta-feira (20), acontece o II Festival de Repentistas do Distrito de Boa Vista, em São José de Piranhas. O festival recebe as duplas Janiel de Sousa e Matias de Oliveira, Damião Enésio e Cícero Mariano e Gilmar Olieira e Joais Rodrigues. A atividade acontece no pátio da Igreja São João Batista, a partir das 19h30.

‘Canto de (alg)um lugar’ é um espetáculo do coral Hatsuhinode, vinculado à Associação Cultural Brasil-Japão da Paraíba. O recital é dividido em três blocos conforme as poéticas do entre lugar, do lugar da água e da saudade, cantando a preservação, a natureza e sentimentos voltados para um devir ideal. A primeira apresentação acontece em Cabedelo, na sexta (20), no Teatro Santa Catarina. O segundo recital será no sábado (21), na Sala Radegundes Feitosa, em João Pessoa. As apresentações acontecem às 20h. O espetáculo conta com a coordenação de Fabio Xavier, concepção e direção de Alice Lumi (musical), Valeska Picado (cênica), regência de Onivaldo Junior e monitoria de Renata Azevedo.

Em Alagoa Nova, o projeto “Ateliê Mãos Unidas que Fazem o Bordado” recebe mulheres em situação de vulnerabilidade social. As oficinas de confecção de bordados acontecem todos os sábados, no ateliê da artesã Eurídice Honorato (Rua patrício Freire, n 332, Centro). A exposição com o resultado do projeto acontecerá no dia 5 de dezembro, no Centro Artesanal do município.

Ainda no sábado (21), a Companhia do Rosário e o Grupo Renascer apresentam o espetáculo ‘Última Estação’. A peça retrata o intrigante encontro de três homens em uma estação ferroviária, quando a espera se prolonga e revela a ansiedade dos três personagens na busca por algo que não mais lhes pertence. A apresentação acontece na Piollin, às 20h.

Em Lagoa Seca, a exposição “Colecionador de horizontes”, do artista visual Flaw Mendes segue em cartaz até o dia 21 de novembro, no Ponto de Cultura Ypuarana. A mostra reúne dois trabalhos anteriores do artista, que se apropria de obras literárias reconfiguradas em papéis artesanais.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas