‘Dois Africanos’ atrai pessoas de todas as idades no ?ltimo dia da Festa das Neves, na Capital

5
0
COMPARTILHE

O último dia da Festa das Neves, que este ano marcou as comemorações dos 430 anos de João Pessoa, reuniu pessoas de todas as idades. Tanto nas proximidades do complexo do Carmo, quanto no Ponto de Cem Réis, o fluxo de pessoas foi intenso e muitos optaram por prestigiar as apresentações do Pavilhão dos Brincantes e do Palco Principal.

Leia mais notícias de Entretenimento no Portal Correio

Aos 70 anos, Ivonete Firmino trouxe a neta, Ana Lúcia (5 anos) para ver o Mestre Vavau, o Grupo de Dança Flor de Lírio, e o Grupo de Dança da Maior Idade Reaprendendo a Viver, no Pavilhão dos Brincantes, montado este ano no Ponto de Cem Réis: “Venho para a Festa das Neves desde criança, depois vinha com os meus filhos, e agora trago a minha neta. Gosto muito dessas danças da nossa terra, e aproveitamos para ficar aqui no Ponto de Cem Réis”.

Após as apresentações culturais, a Orquestra PB Pop, do Maestro Rogério Borges, fez um show especial comemorando não apenas o aniversário da cidade, mas os 15 anos do grupo. “É uma grande satisfação poder comemorar com o público duas datas tão importantes. No nosso repertório muita música latina, e iremos terminar com Jota Quest e Skank”.

Assim como foi prometido pelo maestro Rogério Borges, o público que tomou todos os espaços do Ponto de Cem Réis dançou ao som dos ritmos latinos e do pop rock nacional, sendo este um aquecimento para a atração principal da noite: Dois Africanos.

“Dançamos muito e realmente podemos dizer que a orquestra é muito boa. Agora é esperar o show dos Dois Africanos”, disse a estudante universitária Maria das Graças. Ela e um grupo de amigos foram para a Festa das Neves especialmente para ver a dupla que ganhou fama nacional após participação em um programa nacional. “Acompanhamos todas as apresentações deles no programa, e hoje vai ser um dia muito especial, pois iremos vê-los ao vivo”, completou.

Antes de entrar no palco, Opai Big Big (do Benin), um dos vocalistas dos Dois Africanos, ressaltou a emoção de poder encerrar a Festa das Neves: “É uma grande felicidade, pois as pessoas de João Pessoa acolheram a gente com tanto calor. Ficamos gratos que a cidade aceitou a gente, e estamos prometendo um ótimo show”. Para Izy Mistura (do Togo), o outro membro da dupla, a repercussão da participação no programa foi percebida assim que eles chegaram ao aeroporto: “Eu não tenho palavras. Depois de uma temporada agitada, voltar para casa, voltar para o seu lar e ser recebido assim é muito bom”.

Após algumas músicas, que misturavam o hip hop com a cultura africana e nacional, Maria das Graças confirmou que a dupla era ainda melhor ao vivo: “Está sendo perfeito. Boa música, bons amigos, segurança… Essa Festa das Neves vai ficar marcada para mim”.

O espaço reservado para os brinquedos e para a alimentação também contou com um grande público. Eduardo Miguel estava com a esposa e as duas filhas, Cíntia e Juliana (6 e 9 anos), e falou sobre um dos locais mais visitados da festa: “Lá em casa, a Festa das Neves é sinônimo de parque, e já criamos esse ritual. Normalmente trazemos as crianças logo nos primeiros dias, mas hoje resolvemos aproveitar o feriado aqui. Depois dos brinquedos é a vez de comprar uma bola e levar a família para comer em alguma barraca”.

A Festa das Neves dos 430 anos de João Pessoa contou com uma vasta programação cultural, e um esquema de segurança envolvendo Guarda Civil Municipal (GCM), Polícias Civil e Militar e Corpo de Bombeiros. De acordo com o plano operacional definido pela Polícia Militar e Secretaria de Segurança Urbana e Cidadania (Semusb) da PMJP, 160 homens fizeram o patrulhamento a pé e motorizado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas