Eixo leste da transposição garante água para 4,5 milhões de pessoas na PB e em PE

33
COMPARTILHE

O presidente da República, Michel Temer, e o ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho, acionam, nesta sexta-feira (10), estruturas do Projeto de Integração do Rio São Francisco que levarão a água a torneiras de cerca de 33 mil paraibanos em Monteiro, a 303 quilômetros de João Pessoa, e 35 mil pernambucanos na cidade de Sertânia, a 316 quilômetros da capital do estado.

Leia também: Primeiro açude da PB a receber transposição vai ficar totalmente cheio em até sete dias

Chuvas antecedem chegada da transposição na Paraíba; acompanhe evento

Senador, Roberto Cavalcanti defendeu a Transposição do São Francisco em 2006

Multidão assiste ao teste da transposição do Velho Chico para o Rio Paraíba; vídeo

As águas do ‘Velho Chico’ percorrem 217 quilômetros do Eixo Leste do Projeto, atravessando cinco municípios pernambucanos, para chegar às primeiras casas de moradores das duas cidades.

Leia mais Notícias no Portal Correio

Com a abertura das comportas do reservatório de Campos, estrutura do Projeto São Francisco, a água abastecerá diretamente o riacho Barra, seguindo o curso natural até o açude de mesmo nome, em Sertânia (PE). No açude Barra, sob responsabilidade do governo estadual, a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) mantém sistema de captação e tratamento que beneficiará imediatamente cerca de 35 mil moradores de Sertânia com a água do São Francisco.

A Compesa também está construindo a Adutora de Moxotó, para garantir o abastecimento dos municípios de Arcoverde, Pesqueira, Alagoinha, Sanharó, Belo Jardim, São Bento do Una e Tacaimbó.

Os primeiros pontos de entrega da água do ‘Velho Chico’ na Paraíba são os reservatórios São José e Poções, em Monteiro. Como a cidade possui sistema adutor com tratamento de água, 33 mil pessoas serão abastecidas no município. A expectativa é de que até abril as águas cheguem a outras 18 cidades ao longo do curso do rio Paraíba. Entre estes municípios está Campina Grande, que enfrenta sérios problemas de abastecimento de água para cerca de 400 mil pessoas.

O Eixo Leste foi projetado para ampliar a oferta hídrica e garantir abastecimento a cerca de 4,5 milhões de pessoas em 168 municípios que sofrem com a seca prolongada nos estados de Pernambuco e da Paraíba. É composto por seis estações de bombeamento, cinco aquedutos, um túnel, uma adutora e 12 reservatórios – estruturas que cruzam os municípios pernambucanos de Floresta, Betânia, Custódia e Sertânia.

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078.

Em respeito à Legislação Eleitoral, o Portal Correio não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2018 se encerrem.

Notícias mais lidas