Em entrevista, Andressa Urach fala sobre prostitui??o e sexo com cachorro

22
0
COMPARTILHE

“Só Deus sabe o quanto eu me arrependo. Se eu pudesse voltar no passado, faria tudo diferente. Eu precisei quase morrer, chegar no fundo do posso pra olhar a vida com outros olhos”, com este relato Andressa Urach caiu em prantos durante entrevista a Gugu nesta terça-feira (25).

Leia mais notícias de Entretenimento no Portal Correio

A atual repórter do programa Domingo Show, da Rede Record, fez revelações nunca antes ditas em público, a começar pelos seis anos em que viveu na prostituição. “Eu entrei pra prostituição aos 21 anos quando eu me separei, fui casada durante seis anos. Achei que ia só pagar minhas contas e o dinheiro subiu na minha cabeça”, contou. Confira abaixo outros trechos da entrevista.

Gugu: Você foi mãe muito jovem!   

Andressa: Muito jovem! Eu vim de uma família desestruturada. Minha mãe me ganhou com 14 anos, meu pai me rejeitou, sofri abuso por um avô de criação. Fui muito rebelde.

Gugu: Que tipo de abuso você sofreu por esse avô?   

Andressa: A minha família era muito pobre. Ele era meu avô de criação porque, quando meu pai não me aceitou como filha, minha mãe e os pais da minha mãe se mudaram de cidade e nessa cidade minha mãe conheceu um rapaz. Ela começou a namorar esse rapaz e a mãe e o pai desse rapaz me adotaram como neta. Essa senhora é uma professora de português e o marido dela era o vovô bonzinho que ninguém desconfiava. Dos seis aos oito anos aconteceram os abusos de toque, palavra, penetração.

Gugu: Você deixou de ser virgem nessa época?   

Andressa: Eu lembro de dores. Que ele colocava os dedos em mim. Muita coisa na minha mente bloqueou. Eu lembro só desses momentos ruins.

Gugu: Esse abuso que você sofreu tem a ver com esse comportamento tardio?   

Andressa: Eu não posso culpar diretamente porque eu escolhi as coisas erradas. Os abusos influenciaram na minha revolta quando criança, problemas psicológicos que eu sofri durante minha adolescência… Mas, acho que isso me fez muito mal. Eu não falei pra ninguém até os 22 anos. Depois, eu contei pra minha mãe. Ela queria matar ele. Ela só não matou porque meu padastro falou pra ela que minha mãe precisava cuidar de mim, do meu filho.

Gugu: Você perdoou esse homem que abusou de você?   

Andressa: Foi muito difícil, mas com a minha conversão eu aprendi a importância do perdão. Eu oro pra que Deus tenha misericórdia dele. Eu não falei com ele, nem com a minha mãe de criação desde que isso se tornou público. Dentro do reality eu falei o nome dele porque eu queria que matassem ele!

Gugu: O que choca também a todos que leem o seu livro é a questão do seu envolvimento com cachorros. Como foi isso?  

Andressa: Aos 8 anos de idade, quando parou os abusos, minha mãe de criação viu o abusador me abusando e mandou eu morar com a minha mãe. Eu fui morar por volta dos 9 anos. Quando eu tinha 10 pra 11 anos, eu tinha uma vizinha que tinha uma criação de cachorros. Eram cachorros pequenos da raça pinscher. Eu brincava com eles, que era uma menina e um menino. Uma noite que eu posei lá, ela me contou o que ela fazia. A minha vizinha colocava o cachorrinho na parte íntima e sentia prazer. Ela era criança também. Dormindo na casa dela, eu aprendi a sentir prazer com animal.

Confira todos os detalhes da entrevista com Andressa Urach no site do Programa do Gugu. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas