Conteúdo Patrocinado

Política

Em menos de 15 dias, Bessa vive onda de terror e ataques sem nenhum suspeito preso, em JP

0
COMPARTILHE

Dentre os diversos casos de violência que afetam locais de João Pessoa e outras cidades de toda a Paraíba, uma série de ocorrências no Bessa, na Zona Leste da Capital, tem chamado a atenção da população. O bairro, que fica situado em uma área nobre da cidade, vive uma onda de terror e ataques registrados em menos de 15 dias sem que nenhum suspeito tenha sido preso. Uma agência da Caixa Econômica Federal em um shopping e um hipermercado – este atacado novamente nesta quinta-feira (4), em uma casa lotérica – foram os alvos.

Leia também:

* Bessa é sitiado em ação com explosão de banco em shopping e reféns na rua, em JP; vídeo

* Ricardo defende ação da PM em ataque no Bessa e responsabiliza bancos

* “Doía muito”, diz vítima que ficou de joelhos, de cueca e apanhou em assalto no Hiper

Caixa Econômica Federal

O primeiro caso de destaque ocorreu no dia 23 de junho. Um grupo em pelo menos quatro veículos sitiou as imediações do Bessa Shopping por volta das 4h30 da madrugada e detonou os caixas eletrônicos da Caixa Econômica Federal no local. Houve tiros e reféns. Moradores da vizinhança registraram a ação em vídeos e os publicaram na internet.

Ainda segundo os vídeos, os homens armados ordenavam que motoristas que passavam pelo local descessem dos veículos e os colocavam como reféns na calçada, sentados. Os bandidos atiravam na direção de quem tentasse fugir.

A Polícia Militar informou que recebeu o chamado para a ocorrência, mas não confrontou os bandidos para não colocar em risco a situação dos reféns.

Hiper Bompreço

Poucos dias depois do caso no Bessa Shopping, cerca de 15 homens invadiram, na madrugada do dia 29 de junho, o Hiper Bompreço do Bessa, localizado às margens da rodovia BR-230. Funcionários foram feitos reféns, vigilantes tiveram armas roubadas e estoques de celulares e notebooks foram levados. O prejuízo ultrapassou os R$ 300 mil, de acordo com a gerência do estabelecimento.

Vítimas relataram que ficaram de joelhos por mais de uma hora, vestindo apenas cueca e uma delas chegou a ser espancada.

Casa lotérica

O caso desta quinta terminou com troca de tiros e três pessoas baleadas. De acordo com a assessoria de comunicação da Polícia Militar, um grupo de bandidos teria tentado levar o dinheiro da casa lotérica estabelecida no Hiper Bombreço. Um homem que estava trabalhando perto do local do crime, um senhor de 63 anos e um segurança foram atingidos por disparos de arma de fogo e encaminhados ao Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa. Os criminosos conseguiram fugir.

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas
páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no
Youtube. Você também
pode enviar informações à Redação
do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas