Empresa interditada na rodoviária de JP deve quase R$ 1 mi à Receita

10
0
COMPARTILHE

A Receita Estadual divulgou, nesta quinta-feira (1º), que apenas uma das cinco empresas interditadas no terminal rodoviário Severino Camelo, em João Pessoa, possui um débito fiscal de quase R$ 1 milhão, presente na Dívida Ativa do Estado.


Leia também: Empresas são interditadas em fiscalização na rodoviária de JP; veja o que fazer para viajar

Além dessa dívida, a Receita ainda vai calcular o valor da sonegação fiscal e checar a confissão de cada uma das empresas envolvidas na ‘Operação Viagem Segura’ para saber se há omissões.


Leia mais Notícias no Portal Correio

“No dia da operação, por exemplo, decidimos não cancelar as linhas dos ônibus das empresas irregulares como forma de evitarmos transtornos aos passageiros. Contudo, a partir do dia 1º de setembro, os passageiros que compraram antecipadamente para os primeiros dias do mês de setembro deverão se deslocar ao núcleo da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), localizado no terminal de João Pessoa, para terem suas passagens emitidas por outra empresa que faz a mesma rota. Os guichês continuarão lacrados até regularização”, disse o gerente da 1ª Região da Receita Estadual, Cirilo Nunes.

Ainda segundo Cirilo Nunes, duas das cinco empresas procuraram a Receita Estadual para negociarem o débito fiscal e reativarem a inscrição estadual.

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078.

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas