Empresários são presos em JP suspeitos de fraudes que, somadas, chegam a R$ 1,9 mi

4
0
COMPARTILHE

Um empresário de 28 anos foi preso, na manhã desta quinta-feira (19), em João Pessoa, suspeito de aplicar golpes cujos prejuízos às vítimas ultrapassam R$ 400 mil. Segundo a Polícia Civil, ele responde a 12 processos por estelionato e já foi preso outras três vezes. Um outro empresário também foi preso na Capital, suspeito de cometer fraudes que causaram prejuízos de R$ 1,5 milhão. Veja abaixo.

Leia mais Notícias no Portal Correio

De acordo com o delegado Lucas Sá, da Delegacia de Defraudações e Falsificações, as fraudes cometidas pelo suspeito estão ligadas à negociação de veículos, falsificação de assinaturas em cheques bancários ou emissão deles a partir de documentos de outras pessoas.

Além disso, o suspeito simula transferências e depósitos com envelopes vazios, visando ganhar tempo e permanecer impune aos golpes. “O suspeito age de maneira reincidente e violenta, ameaçando as vítimas de morte quando elas tentam receber os valores devidos”, completa o delegado.

O suspeito foi levado para a Central de Polícia Civil, de onde será encaminhado a uma audiência de custódia que irá decidir sobre sua transferência para uma penitenciária. A Polícia Civil pede para que vítimas do empresário compareçam à Delegacia de Defraudações e Falsificações para que todas as denúncias sejam encaminhadas à justiça, garantindo que o preso responda por todas as condutas criminosas praticadas.

Outro empresário preso 

Um empresário foi preso nesta quinta-feira (19), em João Pessoa, suspeito de cometer fraudes relacionadas à negociação de veículos e emissão de cheques bancários. Segundo o delegado Lucas Sá, o homem foi localizado no bairro da Torre e causou prejuízos de R$ 1,5 milhão com os crimes.

Conforme o delegado, o suspeito teria negociado, entre diversos veículos, o veículo BMW 120i, que estaria sob posse do empresário desde dezembro de 2015.

“A Polícia Civil do Ceará entrou em contato com a Delegacia de Defraudações e Falsificação (DDF), repassando toda a documentação que comprovava a apropriação indevida do veículo, motivo pelo qual a equipe da delegacia passou a monitorar o suspeito, conseguindo localizá-lo na posse do veículo, motivo pelo qual o suspeito foi preso em flagrante pelo crime de apropriação indébita”, disse Lucas Sá.

De acordo com o delegado, o suspeito responde a três processos criminais em João Pessoa, sob investigação da DDF.

O suspeito permanecerá na carceragem da Central de Polícia Civil, no Geisel, em João Pessoa, aguardando o encaminhamento à audiência de custódia, que decidirá sobre a eventual permanência em presídio da Capital.

Veja o vídeo abaixo:

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas