Escolas aprovam mudan?a no sistema de educa??o b?sica em CG; veja como vai ficar

8
0
COMPARTILHE

Representantes das escolas municipais de Campina Grande aprovaram, nessa quinta-feira (19), a mudança no sistema de educação básica. Com a decisão, a partir de 2016 será adotado o sistema de anos no Ensino Fundamental, em substituição ao atual modelo de ciclos.

Leia mais Notícias no Portal Correio

No sistema de ciclos, o Ensino Fundamental é organizado em quatro ciclos. O primeiro, de alfabetização, corresponde aos três primeiros anos de formação básica, enquanto os ciclos posteriores possuem duração de dois anos cada. Com a mudança, a rede municipal adotará a organização do ensino fundamental em nove anos.

O modelo de avaliação também sofrerá alterações, com a suspensão do sistema de progressão continuada. Os estudantes vão passar por avaliações e haverá retenção a partir do segundo ano do fundamental, seja por falta ou por média de notas. A rede municipal passará também a adotar o uso de notas de avaliação, conforme já adotado na particular e outras redes de ensino público em todo o país.

A mudança será adotada em todas as 119 escolas da rede municipal, atendendo diretamente mais de 25 mil estudantes. Em Campina, o modelo de ciclos foi regulamentado em novembro de 2007.

“O sistema de ciclos na teoria é um bom sistema, mas não apresentou os resultados esperados e era o momento de fazer essa revisão. É algo que vai criar uma nova rotina de estudos e de avaliações na escola e estaremos adequando o nosso modelo de ensino ao sistema nacional”, avaliou a professora Uliana Gomes, da Escola Municipal Santo Antônio do bairro Cuités.

Participaram da assembleia representantes de 94 escolas municipais. No placar final da votação, 86 escolas votaram a favor da substituição do sistema de ciclos, três escolas votaram contra a proposta de mudança e houve duas abstenções. A votação aconteceu durante a plenária realizada no auditório do Centro de Tecnologia da Educação (CTE).

As avaliações de cada escola, com sugestões e críticas, serão analisados pela equipe técnica da Secretaria de Educação e poderão gerar alterações no texto final do documento de regulamentação. A mudança será estabelecida ainda este ano, a partir do decreto do Prefeito Romero Rodrigues, ainda sem data prevista para publicação.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas