Após derrota, treinador do Botafogo-PB nega 'salto alto'

Antes da bola rolar, Belo tinha 20 pontos de diferença com relação ao CSP na tabela

Copa do Nordeste | Em 16/03/17 às 13h39, atualizado em 16/03/17 às 16h32 | Por Redação, com informações do Voz da Torcida
Divulgação
Itamar Schulle, técnico do Botafogo-PB

Se a torcida do Botafogo-PB já não estava satisfeita com o time após a eliminação antecipada na Copa do Nordeste, que se somou ao vexame da saída da Copa do Brasil, agora é que o clima não está bom mesmo na relação com seu time. Acesse o Voz da Torcida.

Leia mais notícias de Esporte no Portal Correio

Antes da bola rolar, o Belo tinha 20 pontos de diferença com relação ao CSP na tabela. Líder contra lanterna. Melhor ataque contra o pior, que não marcava um gol sequer há seis partidas. As diferenças eram gritantes. Mas depois do apito final do juiz, o placar marcou 1 a 0 para o Tigre. Mais uma decepção para a conta dos adeptos que vestem a camisa da estrela vermelha no peito.

Depois do jogo, o treinador Itamar Schulle analisou a derrota, terceira do time no Campeonato Paraibano de 2017. Para o comandante, faltou calma aos jogadores, que em vez de buscar o passe para companheiros em melhores condições, tentavam definir as jogadas de forma afobada.

"Nós não fizemos uma boa exibição, mesmo assim tivemos a condição de fazer gols, mas fomos precipitados. Tivemos um pouco de preciosismo demais, e em lances claros de gols pecamos pela ânsia de resolver sozinhos", disse.

Questionado se a diferença na campanha entre as duas equipes teria deixado algum clima de relaxamento no Botafogo-PB, Itamar foi enfático ao dizer que avisou aos atletas que dentro de campo as forças são equivalentes, independente do momento das equipes no torneio.

"Você tem que perguntar para os atletas, para mim não. Meu discurso foi totalmente ao contrário, pode perguntar para eles, falei ontem e falei hoje. Em cada jogo no Campeonato Paraibano a dificuldade é grande. Nós não jogamos bem e o adversário venceu", ressaltou.

O resultado adverso pode fazer diminuir a vantagem que o Belo tem sobre o Campinense de seis para três pontos. Para o comandante botafoguense, o fato não tem importância. O foco é corrigir os problemas para que as boas atuações de sua equipe voltem a aparecer.

"Me preocupo em ver onde estamos. Continuamos na liderança. Faz 11 rodadas que somos líderes. Me preocupo com nossa atuação, com o que podemos fazer para melhorar e voltar a fazer grandes jogos", finalizou Itamar.

No domingo (19), o Botafogo-PB volta a campo para enfrentar o Auto Esporte. A partida será no estádio Almeidão, às 16h.

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078.

 

 

Atenção

Fechar