Paraibano 2017

Torcedores de Treze e Campinense falam sobre técnicos de 2018

Agora no Galo, Canindé fez história na Raposa

Paraibano | Em 19/09/17 às 18h39, atualizado em 19/09/17 às 19h01 | Por Marques de Souza, do Jornal Correio da Paraíba
Ilustração Correio
Celso Teixeira e Oliveira Canindé comandarão Campinense e Treze, respectivamente

Desde que foram anunciados por Treze e Campinense, Oliveira Canindé e Celso Teixeira dividem opiniões nas torcidas do Galo e da Raposa. E essa mistura de sentimentos tem uma justificativa. Agora no Galo, Canindé fez história na Raposa. Já Celso Teixeira, que assumiu o comando Rubro-negro, foi responsável pela reação do Treze no estadual deste ano.

Leia mais notícias de Esportes no Portal Correio

A trajetória de ambos os treinadores ganharam repercussão enquanto estavam no rival. Oliveira Canindé, além do campeonato estadual, ostenta o título de campeão da Copa do Nordeste com o Campinense, considerado o maior troféu de um clube de futebol da Paraíba. No Treze, foi com Celso Teixeira que o clube reagiu na campanha do Campeonato Paraibano, conquistando o vice-campeonato e garantindo calendário completo na próxima temporada. A troca de camisas, porém, não agradou a todos.

“Eu espero que dê certo, mas a gente sabe que é difícil. Eu acho que o certo era Canindé, ele passou dois meses parado antes da Série D. Era pra ter contratado o Canindé muito antes”, afirmou o torcedor da Raposa, Netário Xavier. Rosinaldo Sousa teve uma opinião contrária ao amigo Rubro-negro. “Aposto no Celso. É trabalhador. Ele pegou o Treze lá embaixo e deixou em uma posição muito boa. Vamos acreditar nele e dar confiança. A torcida precisa apoiar”, disse.

Os Trezeanos não negaram a preferência ao treinador conhecido como “El loco”, mas ressaltaram a competência do novo comandante e prometeram apoio. “A diretoria do Treze magoou a torcida. Estou feliz por ser o Canindé, mas o Celso quem tirou o Treze da lama. Foi uma injustiça, mas já que aconteceu, vamos de Canindé”, afirmou o torcedor Rivaldo Trindade, que teve a opinião compartilhada pelo também Alvinegro José Augusto. “O Canindé é competente, mas por justiça eu traria o Celso. O Treze estava em uma situação difícil, ele chegou, aceitou a condição e fez um grande trabalho”, concluiu.

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078.

Atenção

Fechar