Est?dios da PB s?o mal classificados em avalia??o do Minist?rio do Esporte

23
0
COMPARTILHE

Segurança, questões de vigilância sanitária, conforto e acessibilidade. Estes são os aspectos analisados pelo Sistema Brasileiro de Classificação de Estádios (Sisbrace), lançado nesta quinta-feira (28), em São Paulo. Desenvolvido pelo Ministério do Esporte, em parceria com o Instituto Virtual Internacional de Mudanças Globais/COPPE/UFRJ (IVIG), o Sisbrace tem como intuito apresentar a qualidade de cada um dos estádios e estabelecer critérios para aprimorar esses atributos e gerar melhorias nas deficiências existentes. Na Paraíba, o estádio José Cavalcanti, em Patos, e o Ernani Sátyro, em Campina, tiveram apenas uma bola na classificação; em João Pessoa, o Almeidão teve apenas duas bolas.

Leia mais notícias de Esportes no Portal Correio

A classificação dos estádios segue o modelo semelhante aos dos hotéis, em que ao invés de estrelas, a categoria da arena esportiva é estabelecida por bolas. Os níveis variam de uma bola – para estádios em condições mais desfavoráveis – a cinco bolas – para os estádios com melhor categorização.

Cento e cinquenta e cinco estádios em 129 cidades brasileiras foram inspecionados durante dois anos de trabalho de campo, com metodologia fundamentada no Estatuto de Defesa do Torcedor, nas disposições que tratam das condições de segurança dos estabelecimentos desportivos.

O ministro do Esporte, George Hilton, acredita que o momento atual das políticas públicas em relação ao futebol é de atenção ao torcedor.

Maracanã, Arena
Corinthians, Mineirão, Arena Amazonas, Mané Garrincha, são exemplos de estádios
que receberam a classificação de 5 bolas, assim como as demais arenas que
sediaram jogos da Copa do Mundo de 2014, no Brasil, com exceção da Arena
Pantanal, que foi classificada como 4 bolas.  Veja a lista completa dos estádios.

E o torcedor também vai poder contribuir para a melhoria dos estádios, conforme explica o secretário Nacional de Futebol e Defesa dos Direitos do Torcedor do Ministério do Esporte, Rogério Hamam.

O sistema de classificação tem validade de três anos, podendo os gestores dos estádios solicitarem nova avaliação antes do termino deste período. E ainda este ano está previsto o início de uma nova fase de análises do Sisbrace, que irá classificar mais 140 estádios pelo Brasil.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas