Estratégia poderosa

6
0
COMPARTILHE

Juntas, as cidades de João Pessoa e Campina Grande têm ¼ dos votos do Estado. São exatos 25,66% pelos números do TSE, atualizados em abril. Nelas estão 757.948 eleitores, do total de 2.952.706 da Paraíba. Como também são economicamente fortes e formadoras de opinião, decidem as eleições estaduais e por isso estão causando rompimento de alianças e elevando a temperatura do debate sucessório.

Faltando 54 dias para as convenções, a guerra está deflagrada em João Pessoa. Por enquanto, temos seis pré-candidatos a prefeito, mas as atenções estão nas ações do governador Ricardo Coutinho para viabilizar sua candidata, Cida Ramos (PSB) e eliminar o favoritismo do prefeito Luciano Cartaxo (PSD), e no troco dos seus opositores.

A semana começou com o PSDB – que não tem candidato e se diz indeciso entre apoiar o prefeito, Manoel Júnior (PMDB) ou Wilson Filho (PTB) -, defendendo uma candidatura única desse grupo, que teria força para decidir a disputa já no 1° turno. Como Cartaxo está no cargo, seria o beneficiado imediato, mas as conversas envolveriam também 2018.

Não sensibilizou Manoel Júnior ou Wilson Filho, que descartaram desistência. Contudo, levou o PSB a mudar estratégia: voltou a cortejar o PMDB e a atacar a gestão de Cartaxo. Essa última parte coube a Ricardo.

Ele usou o Twitter para criticar o prefeito: postou fotos mostrando a buraqueira em ruas que dão acesso a Estacão Ciência (a principal foi interditada em 5 de novembro de 2014 para proteção da barreira), e disse que que deu ordem ao DER para pavimentar o caminho, por se tratar de equipamento que atrai mais de 1 milhão de visitantes/ano.

Ricardo escreveu: “Não posso, enquanto gestor público, observar um abandono desses”. E arrematou: “Se alguns não fazem, nós fazemos, por respeito à cidade, aos que nos visitam e, principalmente, ao novo povo”. A estratégia expõe o que seria falha da gestão Luciano Cartaxo e destaca o estilo PSB de governar. Multiplicada, pode causar estrago.

O secretário Zennedy Bezerra (Articulação Política) acusou Ricardo de oportunismo. Disse que a obra dependeu de licença do Iphan pois a área é tombada. Sugeriu que ele concluísse a Perimetral Sul, obra do Estado que estaria com três anos de atraso, e cuidasse da segurança.

Quente? Está só começando. O peso eleitoral justifica o esforço.

Torpedo

Do governador Ricardo Coutinho, que usou Twitter para atacar a gestão atual e anunciar que o DER vai pavimentar um acesso ao equipamento.” Quiseram isolar e acabar com a Estação Ciências, porque foi uma das inúmeras obras que o PSB realizou. Até o acesso a sua beleza, negaram. Chega!”

Sem acordo

O apoio dos tucanos ao presidente Michel Temer e as conversas em João Pessoa não mudam nada em Campina Grande, garante Veneziano Vital do Rêgo (PMDB), que vai enfrentar o prefeito Romero Rodrigues.

Sem recuo

Veneziano avisa que sua candidatura é fato consumado. Está no páreo e convencido de suas chances de vitória, tanto que está dedicando o fim de semana a conversas já para definição das estratégias de campanha.

Prestígio

Decepcionado com o tratamento que recebe – não foi sequer convidado para seminário do partido, embora seja o seu único deputado estadual – João Henriques admite deixar o DEM e já tem convite do PSDB.

Prestigio 2

O presidente Ruy Carneiro aproveitou entrevista no Correio Debate para convidar publicamente João Henrique, que é vice-presidente da ALPB. “Acho que o partido dele deveria ser, há muito tempo, o PSDB”.

ZIGUE-ZAGUE

Começa hoje a Conferência Internacional “Investimento, Corrupção e o Papel do Estado – Um diálogo suíço-brasileiro”, no Centro Cultural Ariano Suassuna, do TCE.

O juiz Sérgio Moro, da Lava Jato, é a grande estrela do evento, que será aberto por Arthur Cunha Lima (TCE) e pelo embaixador da Suiça, André Regli.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas